Sistema de avaliação para a promoção e gestão do estilo de vida saudável e da aptidão física relacionada à saúde de policiais militares

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Sistema de avaliação para a promoção e gestão do estilo de vida saudável e da aptidão física relacionada à saúde de policiais militares

Mostrar registro completo

Título: Sistema de avaliação para a promoção e gestão do estilo de vida saudável e da aptidão física relacionada à saúde de policiais militares
Autor: Rodriguez Añez, Ciro Romelio
Resumo: Estilos de vida inadequados e aptidão física diminuída são motivos de preocupação no ambiente de trabalho pois afetam a saúde e o bem-estar com conseqüências para indivíduos e empresas. Trabalhadores com baixos níveis de aptidão física e estilos de vida inadequados podem ser menos produtivos, apresentar menor capacidade de decisão e estão mais predispostos ao absenteísmo. Este estudo, caracterizado como descritivo e normativo, teve o propósito de elaborar um sistema de avaliação para a promoção e gestão do estilo de vida saudável e da aptidão física relacionada à saúde de policiais militares (PMs). A amostra foi composta por 369 PMs do sexo masculino que ingressaram na Polícia Militar de Santa Catarina em 2002. O estilo de vida foi avaliado pelo questionário Estilo de Vida Fantástico e a aptidão física pela bateria de testes critério-referenciada Plano de Avaliação da Atividade Física, Aptidão e Estilo de Vida propostos pela Sociedade Canadense para a Fisiologia do Exercício (CSEF, 1998). A aptidão cardiorrespiratória foi avaliada por meio do teste de Vai-e-Vem de Léger (1988). Desenvolveu-se um software denominado Sistema de Avaliação para a Promoção do Estilo de Vida e da Aptidão Física (SAPEVAF) em Excel para windows com recursos do Visual Basic for Application onde os dados foram armazenados e classificados segundo os critérios da CSEF (1998) e das normas percentílicas do próprio grupo. Para a caracterização dos PMs e a geração de referências normativas que permitissem a classificação e comparação individual, utilizou-se a estatística descritiva. Os resultados indicam que os PMs apresentam idade média de 22,7 anos, massa corporal de 70,5 kg e estatura de 175,1 cm. A maioria dos avaliados (73,3%) pertence às classes econômicas B2 e C. Embora os valores médios do estilo de vida e da aptidão física permitam caracterizar o grupo como apresentando uma adequação para a saúde, uma análise detalhada das variáveis revela que com relação à composição corporal, 27,9% não atendem aos critérios para o IMC, 41,2% para o somatório de 5 dobras cutâneas, 2,2% para o perímetro da cintura e 29% para o somatório de 2 dobras cutâneas. Com relação à aptidão neuromuscular, 83,7% não atingiram os critérios para o teste de preensão manual; 18,7% para o teste de flexão de braços; 53,1% para o teste de flexibilidade; 1,6% para o teste de impulsão vertical e 7,8% para o teste de potência dos membros inferiores. Em relação às questões pontuais do estilo de vida, 72,9% não praticam atividade física de vigorosa intensidade na freqüência recomendada, 56,1% não praticam atividade física moderada, 33,9% não seguem uma dieta balanceada, 9,8% fumam, 11,1% bebem, 19% tem problemas para dormir, 14,4% não praticam sexo seguro, 19% aparentam estar sempre com pressa, 17,7% sentem raiva e hostilidade, 11,1% não têm uma visão otimista e 23% se sentem tristes e deprimidos. O software SAPEVAF mostrou-se uma ferramenta eficiente para gerenciar os dados das avaliações, gerar relatórios individualizados e auxiliar no processo de orientação para o estilo de vida saudável e para a prática de atividades físicas.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/84715
Data: 2003


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
194330.pdf 3.969Mb PDF Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar