Internet e excluídos tecnológicos: usuários não previstos

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Internet e excluídos tecnológicos: usuários não previstos

Mostrar registro completo

Título: Internet e excluídos tecnológicos: usuários não previstos
Autor: Prospero, Heloisa Ribeiro
Resumo: O presente trabalho, durante aulas de tecno-letramento, desenvolveu uma avaliação da qualidade ergonômica de um site da INTERNET de acesso popular. O objetivo desta avaliação foi verificar se uma interface usuário "monoetário" visual/ site da INTERNET adequava-se às capacidades sensoriais e cognitivas dos seus usuários previstos (visuais jovens e adultos); e se, também, estaria alcançando usuários não previstos (pessoas que começam a envelhecer e deficientes visuais). A fundamentação teórica foi construída em torno dos temas - envelhecimento, deficiência visual e INTERNET -, sob o enfoque da ergonomia dos sistemas de informação e do conhecimento humano; e envolveu, também, disciplinas afins. Para a avaliação, a metodologia empregada foi mais empírica do que dedutiva. Tanto a interface em foco como o diálogo humano-máquina possibilitado por esta interface foram tratados qualitativamente. Questionários, observações presenciais, fichas, gravações em áudio e em vídeo foram os instrumentos empregados para a coleta de dados. Um importante instrumento utilizado (aliás, mais uma estratégia do que um instrumento) foi o processo de pensar em voz alta, "Think Aloud". Os dados foram organizados e interpretados por meio de estudo de casos, agrupamentos e estudo correlacional. A qualidade ergonômica do site foi satisfatória mediante os usuários previstos (visuais jovens e adultos) e os usuários visuais não previstos ("jovens idosos"); e, relativamente satisfatória mediante o grupo de usuários não previstos - deficientes visuais. Certa compatibilidade do site com o objeto de ajuda Virtual Vision® foi constatada. O questionário de sondagem on-line dirigido a usuários experientes (duplamente não previstos na INTERNET), cegos e portadores de baixa visão (42/50 anos), possibilitou o testemunho destes usuários quanto ao uso e à acessibilidade desta nova tecnologia. Os referidos usuários com o auxílio de objetos técnicos de ajuda revelaram a compensação de suas dificuldades e estão sendo (ainda que não de forma plenamente satisfatória) alcançados pela INTERNET no lazer, no trabalho e no estudo. Em situação de vida real, a pesquisa evidenciou a exclusão/inclusão tecnológica.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/79839
Data: 2001


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
182588.pdf 5.356Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar