A seringueira e o contato: memória, conflitos, situação atual e identidade dos Manchineri no sul do Acre /

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A seringueira e o contato: memória, conflitos, situação atual e identidade dos Manchineri no sul do Acre /

Mostrar registro completo

Título: A seringueira e o contato: memória, conflitos, situação atual e identidade dos Manchineri no sul do Acre /
Autor: Mercante, Marcelo Simão
Resumo: Esta trata-se de uma dissertação onde é feito um levantamento preliminar das condições atuais dos Manchineri, povo da língua Arawak (sub-andinos) que habita o sul do Estado do Acre, Brasil. O trabalho de campo envolveu dois grupos em localidades distintas: a Terra Indígena Mamoadate e o Seringal Guanabara, este dentro da Reserva Extrativista Chico Mendes. Os Manchineri são então situados no espaço hoje: onde, quantos são e como estão, para depois encaixá-los no tempo, traçando um perfil histórico e etnohistórico deste povo. A seguir faço uma relação dos mitos e o que chamo de histórias mitificadas, uma tentativa de sobrepor memória, universo simbólico e história, compondo um campo para que seja entendido com maior precisão a amplitude que os acontecimentos atingiram no imaginário Manchineri. Forma-se um quadro para que sejam traçadas algumas perspectivas da situação atual dos Manchineri e qual o relacionamento deles com seus demais vizinhos e com eles mesmos.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/78603
Data: 2000


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
177259.pdf 5.582Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar