"Pensar com os ouvidos": o problema da relação corpo-conhecimento a partir da teoria estética de Theodor W. Adorno

DSpace Repository

A- A A+

"Pensar com os ouvidos": o problema da relação corpo-conhecimento a partir da teoria estética de Theodor W. Adorno

Show full item record

Title: "Pensar com os ouvidos": o problema da relação corpo-conhecimento a partir da teoria estética de Theodor W. Adorno
Author: Ghidetti, Filipe Ferreira
Abstract: Nosso estudo toma como ponto de partida os trabalhos do campo da Educação Física (EF) que investigam as práticas corporais como experiências de conhecimento. Trata-se de um tema de grande importância, já no movimento renovador da década de 1980, quando se buscava uma reconfiguração do objeto da EF como parte do processo de inserção da mesma como componente curricular, enquanto disciplina, a sua especificidade seria tratar da expressão corporal como linguagem . No entanto, essa caracterização tem sido criticada no campo sob a definição de dilema culturalista . O problema consiste em tomar o aspecto significativo das práticas corporais como algo já dado de antemão. Ao não investigar o estatuto do potencial linguístico do corpo ignora o processo de produção das significações culturais ao não problematizar o lugar do corpo na produção da cultura. Destaca-se ainda que a ambiguidade entre o saber-fazer e o saber-sobre-o-fazer , característica da EF, permanece intocada. Nesse sentido, o próprio campo vem apontando para a Estética como campo de estudos que permitiria debater o potencial linguístico do corpo. Neste estudo retomamos a Teoria Estética (TE) de Theodor Adorno como mote para essas reflexões. Mas, por que a Estética? A Estética, como disciplina filosófica, tem na sua história pelo conceito de Belo a busca pela compreensão da aparição sensível da ideia , uma história que mostra os obstáculos dessa empreitada. A TE de Adorno expõe tais problemas e busca a sua superação, sua teoria abriga as tentativas da arte moderna de manter o seu potencial de crítica em relação à cultura, a busca por um conteúdo de verdade o conceito de forma em TE traduz essa alternativa à compreensão de uma crítica corporal da cultura. Portanto, nosso objetivo é compreender a relação sensibilidade-racionalidade a partir da TE de Adorno. Para isso fizemos um estudo teórico da TE procurando analisar os principais conceitos que balizam a nossa questão os conceitos de belo, material e forma e alguns textos (sobre pintura, música e literatura) em que Adorno faz uma crítica imanente da arte. A teoria da arte pode servir de arquétipo para pensar a questão da Educação Física. Como resultado apontamos: a) que a reabilitação do sensível que busca a arte moderna coloca as dificuldades de transformar/tomar o sensível como linguagem; b) que a arte não planeja a superação da cisão sujeito-objeto porque há um risco de diluir a crítica em um caráter reacionário que nega a história da civilização; c) que as alternativas que colocam o corporal como um âmbito separado de experiência acabam recaindo em um subjetivismo ou no objetivismo quando: relativizam o domínio do sujeito sobre a natureza atestando que a operação significativa com o corpo pode variar e, por outro lado, que na arte é impossível a coincidência entre ente e signo que se admite na concepção de que só se acessa a experiência pela linguagem (tal coincidência não permitiria pensar o corpo como resistência, dando cabo à sua ambiguidade); d) e, por fim, que se torna possível uma crítica corporal, que é conhecimento quando recusa os usos correntes do corpo e mostra assim os pontos críticos da cultura.Abstract : Our study is based on the works that in the field of Physical Education are questioning the corporal practices as experiences of knowledge. This is a theme of great relevance for this field since the renewal movement of Physical Education back in the 1980 s, when the reconfiguration of the object was on the agenda. This was part of the problem of physical education becoming a curricular component, with an object and specific approach; as a curricular component, your specificity will be structuring the body expression as a language . However, this characterization have been criticized over the field under the definition of culturalistic dilemma . The problem consists in assuming that the corporal practices have semantic fixation, some process of signification. The field is still missing an extensive investigation of the linguistic potential of the corporeity and this entails in a gap about the role that the body plays in the production of the cultural particularities and the culture in itself; an ambiguity remains between the know how and the critical appreciation of the know how of the corporal practices in the Physical Education. In this sense, the field itself have been pointing it to the field of the Aesthetics as a field of studies that can allow the debate of these questions, and, mainly the linguistical potential of the corporeity. In this research, we aim to retake the Aesthetics Theory of Theodor Adorno to debate these questions. But why Aesthetics? The Aesthetics, as a philosophical discipline, had in its history throughout the concept of Beauty the search of the comprehension about the sensible apparition of an idea . The history of this discipline display the obstacles for this endeavor. The Aesthetics Theory of Theodor Adorno expose these problems and reach out for the solutions; his theory provides shelter to the attempts of the modern art to maintain the potential of critic towards the culture, the search for an truth content the concept of form condenses this possibility of an corporal critique of culture. Therefore, our aim is to understand the relation that lies between sensibility and rationality inside this Adorno s philosophical theory about Aesthetics. We had conducted a theoretical study of Aesthetics Theory aiming to analyze the main concepts that marks the borders of our question the concepts of beauty, material and form combined with the studies of some works where Adorno conducts an immanent critique of arts (works about painting, music and literature). The theory of Art can become a prototype to these issues above. As a result, we point out: a) that the rehabilitation of the sensibility , in the agenda of the modern art, sets also the difficulties of transforming the sensibility in language; b) the theory of art doesn t plan to overcome the division between subject and object because there is a possibility of diminishes the value of the critique, raising the reactionary character of the art work, negating the history of civilization; c) the alternatives that postulate that the corporeity is a separated ambit of existence redounded into subjectivism or objectivism. These alternatives relativized the subject's domain over nature and attest that the semantic operation with the corporeity can variate. Wich makes the corporeity something merely material. In confrontation with this: the coincidence between entity and sign were denied in theory of art because that diminishes the quality of corporeity as resistance; it will end such ambiguity; d) lastly, is possible to conceive a critique with the corporeity as long as considered the current uses of the body in the culture that show its critical points, that s knowledge.
Description: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2018.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/198155
Date: 2018


Files in this item

Files Size Format View
PEED1351-D.pdf 2.070Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account

Statistics

Compartilhar