Efeitos dos diferentes modelos de treinamento resistido sobre a força muscular e capacidade funcional em adultos

DSpace Repository

A- A A+

Efeitos dos diferentes modelos de treinamento resistido sobre a força muscular e capacidade funcional em adultos

Show full item record

Title: Efeitos dos diferentes modelos de treinamento resistido sobre a força muscular e capacidade funcional em adultos
Author: Bezerra, Ewertton
Abstract: O processo de envelhecimento afeta progressivamente o sistema neuromusculoesquelético, comprometendo a força, a ativação e a massa muscular. Métodos de contraposição a estas reduções têm sido estudados nos últimos anos, porém de todos o que parece mais eficaz na redução da progressividade de tais perdas é o treinamento resistido (TR). Portanto, o objetivo da presente tese foi analisar os efeitos de diferentes modelos de treinamento resistido na força e potência muscular, desempenho funcional e composição corporal em adultos. Para isto, foram desenvolvidos quatro experimentos que abordaram de forma distinta as variáveis volume de carga, seleção do exercício e periodização envolvendo o membro superior e inferior. Os principais achados apontam que o programa de TR para a população estudada pode ser iniciado com qualquer volume de treinamento (alto ou baixo), uma vez que ambos maximizam a força do membro superior e os ganhos na resistência muscular localizada, mas volume mais baixos devem ser melhor tolerados pela condição de não treinado. A seleção do exercício para o membro superior não faz distinção entre exercícios multi-articulado ou combinado (multi-articulados + mono-articulados), pois ambos proporcionam resultados similares para resitência muscular. Embora independente do tipo de exercício as alterações na composição corporal, exige maior tempo de treinamento e maior volume de carga semanal. No entanto, para o membro inferior a seleção do exercício pode ser baseado em uma combinação de mono-articulados com multi-articulados, e que embora ambos irão proporcionar similares adaptações na força muscular, uma melhor resposta na potência e desempenho funcionais pode ser esperado dos exercícios multi-articulados, sugerindo-se desta forma uma combinação de ambos no programa de TR. Apesar que o modelo de periodização não faça diferença para respostas musculares e funcionais, após um breve período de adaptação (3 sessões), há possibilidade de aplicar um modelo misto na sessão, pois este apresenta maiores desafios ao indivíduo, dado as mudanças mais constantes no estímulo (volume de carga), podendo assim gerar maior adesão ao programa de treinamento resistido.Abstract : The aging process progressively affects the neural and musculoskeletal systems, compromising muscle strength, activation, and mass. In recent years, strategies against these reductions have been studied; however, resistance training (RT) seems most effective in reducing the progressiveness of such losses. Therefore, the objective of this thesis was to analyze the effects of different interventions with resistance training on muscle strength and power, functional performance, and body composition of adults. For this, four experiments involving the upper and lower limbs were developed, which differently addressed the variables load volume, exercise selection, and periodization. However, the main findings can be expressed as follows; coaches and health professionals involved with resistance training for the population over 55 years can initiate the RT program with any volume of training (high or low), since both maximize the strength of the upper limbs and gains in localized muscle resistance. However, it should still be emphasized that lower volume may be better tolerated by untrained individuals. Exercise selection for the upper limbs does not distinguish between multi-articulated exercises or combined (multi-articulated + mono-articulated), as both provide similar results for muscle resistance. Regardless of the type of exercise, changes in body composition require longer training time and higher load volume weekly. However, selection of the lower limb exercises may be based on combination within mono-articulated and multi-articulated. Although both provide similar adaptations in muscle strength, a higher tendency to respond regarding power and functional performance is observed after the multi-articulated exercises, suggesting the inclusion of a combination of both in the RT program. In addition, although any model of periodization can be applied, after a brief adaptation period (3 sessions), it is possible to apply mixed model sessions, since this combination presents greater challenges to the individual, given the more frequent changes in the stimulus (load volume), which may lead to greater adherence to the resistance training program.
Description: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Florianópolis, 2018.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/194199
Date: 2018


Files in this item

Files Size Format View
PGEF0503-T.pdf 85.03Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account

Statistics

Compartilhar