Discursos sobre crianças e infância em revistas pedagógicas (1920-1940) dirigidas à formação de professores em Portugal e no Brasil/Santa Catarina

DSpace Repository

A- A A+

Discursos sobre crianças e infância em revistas pedagógicas (1920-1940) dirigidas à formação de professores em Portugal e no Brasil/Santa Catarina

Show full item record

Title: Discursos sobre crianças e infância em revistas pedagógicas (1920-1940) dirigidas à formação de professores em Portugal e no Brasil/Santa Catarina
Author: Marçal, Mônica Teresinha
Abstract: Inserida no campo da História da Educação, na linha de Educação e Infância, a presente pesquisa explora os discursos hegemônicos sobre as crianças e a infância em três revistas pedagógicas dirigidas à formação de professores, com recorte temporal das décadas de 20 a 40 do século XX: a Revista Escolar, uma publicação portuguesa; e as revistas Estudos Educacionais e Revista de Educação, especificamente catarinenses. O que aproxima a discussão desses dois países nesta pesquisa é a formação de professores, por isso apresentamos uma contextualização histórica da educação de professores primários em Portugal e Santa Catarina, observando os programas de ensino, as reformas e a legislação da Escola Normal. Nossa hipótese de pesquisa é que, ao estabelecer diálogo e discussão entre periódicos dirigidos para a formação inicial e continuada de professores(as) portugueses e brasileiros/catarinenses, em um recorte histórico muito próximo, poderíamos identificar correlações, semelhanças e diferenças entre os discursos sobre crianças e infância veiculados, considerando as correntes e teorias pedagógicas e os principais educadores que tinham influência no panorama educacional internacional. Ao analisar os discursos sobre as crianças e a infância, também procurou-se responder às seguintes questões: em que medida os discursos hegemônicos veiculados nas revistas orientavam a prática pedagógica dos professores; observa-se a intenção de instrumentalizar a formação inicial e continuada de professores; havia a predominância de algum discurso; qual(is) corrente(s) teórica(s) aparece como hegemônica nos discursos sobre as crianças e a infância naquele momento histórico considerado pela pesquisa. A pesquisa, de abordagem qualitativa, contempla o estudo bibliográfico e documental. Para tal intento, utilizou-se o caminho metodológico da análise crítica do discurso (ACD) proposta por Norman Fairclough, que realiza uma análise tridimensional: o discurso como texto, como prática discursiva e prática política. Além do referencial teórico de Norman Fairclough (2016), contamos com as contribuições teóricas de Roger Chartier, por meio do conceito de representação. Foram tomadas como fonte de pesquisa 65 edições da Revista Escolar, entre os anos de 1925 a 1935, 6 edições da revista Estudos Educacionais, entre os anos de 1941 a 1946 e 6 edições da Revista de Educação, nos anos de 1936 e 1937. Os discursos foram selecionados e categorizados pela autora, a partir da leitura de trabalhos e pesquisas da área da Infância e História da Educação, como: médico higienista; jurídico e moral; pedagógico e psicológico. As subcategorias originaram-se da leitura dos conteúdos dos discursos veiculados nesses três periódicos. A categoria com maior evidência nas revistas pesquisadas foi a do discurso pedagógico e psicológico, e as subcategorias relacionaram-se à instrução e a prática e método, devido ao grande número de discursos veiculados nas revistas sobre estes assuntos, discursos estes que contaram com a participação de vários autores e com discussões voltada aos pressupostos da escola ativa/Escola Nova.Abstract : Inserted in the field of History of Education, in the line of Education and Childhood, this research explores the hegemonic discourses on children and childhood in three pedagogical journals, which are addressed to teacher education, within a temporal scope from the 20s to the 40s of the 20th century: Revista Escolar, a Portuguese publication; and Estudos Educacionais and Revista de Educação, Brazilian publications, specifically from Santa Catarina. The link that brings together the discussion of these two countries in this research is teacher education, therefore we present a historical context of primary teacher education in Portugal and Santa Catarina, observing the teaching programs, reforms and policies of Escola Normal. By establishing dialogue and discussion between these journals that address initial and continuous teacher education for Portuguese and Brazilian (from Santa Catarina) teachers, in a very close historical clipping, our research hypothesis consists on identifying correlations, similarities and differences between the transmitted discourses on children and childhood, considering the pedagogical currents/streams and theories and leading researchers that have influence on the international educational landscape. In analysing the discourses on children and childhood, we also seek to answer the following research questions: To what extent the hegemonic discourses in the journals have guided teachers pedagogical practice?; Is there an intention to implement initial and continuing teacher education?; Is there a predominant speech?; Which theoretical currents appear as hegemonic in these discourses about children and childhood within the research temporal scope?. This research of qualitative approach contemplates the bibliographic study and document analysis. In order to do that, we took the methodological path of using Norman Fairclough's critical discourse analysis (CDA), which performs a three-dimensional analysis: discourse as text, as discursive practice and as political practice. In addition to Fairclough theoretical reference, we also rely on the theoretical contributions of Roger Chartier through the concept of representation. The data analysed consist on 65 issues of Revista Escolar (between the years of 1925 and 1935), six issues of Estudos Educacionais (between the years of 1941 and 1946) and six issues of Revista de Educação (in the years of 1936 and 1937). Through reading papers and researches on Childhood and History of Education, the discourses were selected and categorised on: medical-hygienist; legal and moral; pedagogical and psychological. The subcategories emerged from the reading of the discourses contents published in those three journals. Based on the large number of discourses in the reviewed journals that addressed the pedagogical and psychological discourse, this is the category with greater evidence and its subcategories relate to instruction and practice and method; these discourses related to several authors and the discussions focused on the assumptions of the active school/Escola Nova.
Description: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2018.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/194010
Date: 2018


Files in this item

Files Size Format View
PEED1377-T.pdf 2.806Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account

Statistics

Compartilhar