Atividades físicas no tempo de lazer, transtorno mental comum e estresse em docentes de uma instituição de ensino superior pública da Bahia

DSpace Repository

A- A A+

Atividades físicas no tempo de lazer, transtorno mental comum e estresse em docentes de uma instituição de ensino superior pública da Bahia

Show full item record

Title: Atividades físicas no tempo de lazer, transtorno mental comum e estresse em docentes de uma instituição de ensino superior pública da Bahia
Author: Azevêdo, Denize Pereira de
Abstract: O comportamento sedentário, associado a pouca atividade física tem contribuído para o desenvolvimento de agravos à saúde de trabalhadores. Assim, o ambiente laboral parece ser um importante espaço para a incorporação de comportamentos adequados à saúde. O delineamento do presente estudo prevê um levantamento epidemiológico de corte transversal que busca investigar os docentes do ensino superior e hábitos de vida que possam contribuir ou agravar o surgimento de Transtornos Mentais Comuns e estresse nesta população. O objetivo do estudo é analisar a associação da prática de atividade física no tempo de lazer (AFTL) com os Transtornos Mentais Comuns (TMC) e os estágios do estresse, em docentes de uma Universidade pública baiana. Foi conduzida análise exploratória e descritiva da amostra estudada. Foram calculadas as freqüências absolutas e relativas das variáveis categóricas e realizadas análises bivariadas, relacionando as práticas de atividade física e as características sociodemográficas da população em estudo. Foi utilizado teste qui-quadrado para a análise da associação entre as variáveis do estudo TMC, estresse e atividades física no tempo de lazer considerando as associações estatisticamente significantes quando p-valor = 0,05. Os resultados encontrados com relação a prevalência do TMC foi de 20,4 para população investigada. Já a presença do estresse foi positiva para 24,0%. Quando categorizado por fase, 3,6% encontravam-se na fase de alerta do estresse; 24% em fase de resistência e 3,0% em exaustão. Os principais resultados encontrados neste estudo estabelecem relações com o trabalho docente, estresse, TMC, lazer e atividades físicas, demonstrando existir associação entre tais objetos e a percepção de saúde e qualidade de vida do trabalhador docente. Desta forma, torna-se importante a elaboração de políticas de incentivo à prática de AF dentro dos espaços de trabalho dos docentes o que pode contribuir para uma maior adesão à prática e melhora substancial na qualidade de vida geral (QVG), nos domínios físicos e psicológicos e para redução dos sintomas de TMC e estresse nesta população.Abstract : Sedentary behavior associated with poor physical activity and inadequate eating habits has contributed to the development of health problems for workers in developed and developing countries. Thus, the work environment seems to be an important space for the incorporation of appropriate health behaviors. The design of the present study predicts a cross-sectional epidemiological survey and population base. The objective of this study is to analyze the association of physical activity practice in leisure time (AFTL) with Common Mental Disorders (TMC) and stress stages, considering issues related to work, sociodemographic, psychosocial characteristics and life habits of teachers of Bahia State University. We conducted an exploratory and descriptive analysis of the sample studied according to sociodemographic characteristics; characteristics of professional work; psychosocial aspects of work; physical activity in leisure time (AFTL). The absolute and relative frequencies of the categorical variables were calculated and bivariate analyzes were performed, relating the physical activity practices and the sociodemographic characteristics of the study population. A chi-square test was used to analyze the association between the variables of the TMC study, stress and physical activity in leisure time, considering the statistically significant associations when p-value = 0.05. The results found regarding the prevalence of TMC were 20.4 for the population investigated. The presence of stress was positive for 24.0%. When categorized by phase, 3.6% were in the alert phase of stress; 24% in resistance phase and 3.0% in exhaustion. The main results found in this study establish relationships with teacher work, stress, TMC, leisure and physical activities, showing that there is an association between these objects and the perception of health and quality of life of the teaching worker.
Description: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Florianópolis, 2017.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/190881
Date: 2017


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account

Statistics

Compartilhar