O consumo colaborativo como alternativa ao consumo de massa: a percepção do consumidor em bairros de Florianópolis e a relação do consumo colaborativo com valores pessoais.

DSpace Repository

A- A A+

O consumo colaborativo como alternativa ao consumo de massa: a percepção do consumidor em bairros de Florianópolis e a relação do consumo colaborativo com valores pessoais.

Show full item record

Title: O consumo colaborativo como alternativa ao consumo de massa: a percepção do consumidor em bairros de Florianópolis e a relação do consumo colaborativo com valores pessoais.
Author: Gomes, Márcio Gasperini
Abstract: O tipo de consumo que a sociedade habituou-se ao longo das últimas décadas tem ocasionado problemas que impactam diretamente o cotidiano das pessoas. Alavancado por motivações individuais e questões ambientais, sociais e econômicas, o consumo colaborativo é um fenômeno recente que vem alterando o funcionamento da economia global ao proporcionar aos consumidores uma nova forma de acomodar seus desejos e necessidades de maneira conveniente e sustentável. Associado a isso, as redes de informação energizadas pela Internet têm modificado significativamente o modo e a velocidade com que os agentes econômicos se relacionam. Nesse sentido, o objetivo maior deste trabalho de conclusão do Curso de Ciências Econômicas é identificar a percepção dos consumidores da Grande Florianópolis acerca do consumo colaborativo como alternativa ao modelo de consumo tradicional. O estudo é dividido em três partes principais. Inicialmente recorre-se a pesquisa bibliográfica para contextualizar e conceituar os termos economia compartilhada e consumo colaborativo, suas formas e princípios. Visando conhecer os efeitos desse movimento no Brasil e especificamente em Florianópolis, na sequencia realiza-se pesquisa através de questionários para identificar a propensão do consumidor a participar de práticas de consumo colaborativo em quatro regiões: Lagoa da Conceição, Centro, Trindade e Continente. Considerando que os valores pessoais interferem no comportamento do consumidor, busca-se avaliar qualitativamente de que forma tais valores se relacionam com a disposição dos mesmos a participar do consumo colaborativo. Através do questionário aplicado, ainda que com amostra limitada, observa-se que os consumidores apresentam de modo geral nível satisfatório de propensão a participar do consumo colaborativo, sendo a Lagoa da Conceição a localidade com maior adesão, seguida por Continente, Trindade e Centro. Além disso, a mensuração dos valores pessoais permite observar que os consumidores mais abertos a mudança, menos conservadores e menos apegados materialmente apresentam maior propensão a participar do consumo colaborativo, como é o caso da Lagoa da Conceição. As considerações finais discutem os principais achados e limitações do estudo.
Description: TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/188576
Date: 2018-07


Files in this item

Files Size Format View
Monografia Marcio Gomes.pdf 634.3Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account

Statistics

Compartilhar