A variação na concordância verbal de terceira pessoa do plural em textos escritos e orais de alunos das séries finais do ensino fundamental da rede pública de ensino de Florianópolis e Itajaí

DSpace Repository

A- A A+

A variação na concordância verbal de terceira pessoa do plural em textos escritos e orais de alunos das séries finais do ensino fundamental da rede pública de ensino de Florianópolis e Itajaí

Show full item record

Title: A variação na concordância verbal de terceira pessoa do plural em textos escritos e orais de alunos das séries finais do ensino fundamental da rede pública de ensino de Florianópolis e Itajaí
Author: Ferminio, Patrícia Corrêa
Abstract: Esta dissertação objetiva investigar os grupos de fatores linguísticos e sociais que condicionam a variação na concordância verbal de terceira pessoa do plural nas modalidades oral e escrita de alunos das séries finais do Ensino Fundamental da Rede Pública de Ensino de Florianópolis e Itajaí, à luz da Teoria da Variação e Mudança Linguística delineada por Weinreich; Labov; Herzog (2006 [1986]) e Labov (2008[1972]). Considerando a realidade da sala de aula e os estudos referentes ao fenômeno linguístico de concordância verbal de terceira pessoa do plural, elaborou-se a seguinte problemática: com que frequência a forma com menos prestígio ? de não marcação de concordância verbal ? apresenta-se na língua, tanto na modalidade oral quanto na modalidade escrita? A amostra é constituída por produções textuais escritas e entrevistas orais coletadas de alunos das séries finais do Ensino Fundamental da Rede Pública de Ensino de Florianópolis e Itajaí, provenientes das amostras Brustolin (2009), Agostinho (2013) e Silvano (2016), disponíveis para pesquisas no Núcleo VARSUL (Variação Linguística da Região Sul do Brasil) da UFSC. A variável dependente investigada, a concordância verbal de terceira pessoa do plural (P6), é composta pelas seguintes variantes: variante explícita de plural nos verbos e variante zero de plural nos verbos correlacionadas às variáveis independentes que condicionam a marcação de concordância verbal: (i) presença e localização do SN sujeito; (ii) saliência fônica; (iii) forma de representação do sujeito; (iv) traço humano no sujeito; (v) paralelismo formal; (vi) tipo de verbo; (vii) escola; (viii) escolaridade; (iv) sexo. A análise desses grupos de fatores baseia-se nas leituras de autores como: Lemle e Naro (1977); Rodrigues (1987); Vieira (1995); Scherre e Naro (1998a); Scherre e Naro (1998b); Monguilhott (2001); Pereira (2004); Garcia (2005); Scherre e Naro (2006); Scherre e Naro (2007); Monguilhott (2009) e Gameiro (2009). Nossos resultados atestam que formas com marcas de plural nos verbos atingiram um alto índice de uso nas produções textuais orais e escritas dos alunos. A primeira etapa da análise estatística em que consideramos todos os dados de escrita das três amostras mostrou que os grupos de fatores ?presença e localização do SN sujeito?, ?saliência fônica?, ?forma de representação do sujeito?, ?traço humano no sujeito? têm relevância no condicionamento da variação em P6. Quanto à segunda etapa da análise estatística, em que consideramos os dados separadamente, referentes às localidades de Florianópolis (amostra Brustolin (2009) e amostra Silvano (2016)) e de Itajaí (amostra Agostinho (2013)), os grupos de fatores controlados que se mostraram significativos no condicionamento da concordância verbal foram idênticos, ou seja, a análise estatística evidencia que a localidade não interferiu na seleção das variáveis independentes, a ordem de relevância estabelecida pelo programa estatístico foi ?saliência fônica?, ?presença e localização do SN sujeito? e ?forma de representação do sujeito?. No que tange à análise comparativa entre os dados de fala e de escrita das Escola LM e Escola PA, extraídos da amostra Brustolin (2009), nossos resultados mostraram que as modalidades oral e escrita apresentaram uma distribuição muito semelhante dentro do contínuo de variação linguística. Em relação a esta última análise, os grupos de fatores que se mostraram significativos nos dados de escrita, por ordem de relevância, foram ?saliência fônica?, ?tipo de verbo? e ?presença e localização do SN sujeito?. Quanto aos dados de fala, o único grupo de fatores selecionado foi ?presença e localização do SN sujeito?. Por fim, nossos resultados evidenciam que, a variável ?presença e localização do SN sujeito? possui forte influência no controle da concordância verbal em P6, visto que foi selecionado pelo programa estatístico Goldvarb como variável significativa em todas as rodadas realizadas. Cabe ressaltar também a intrínseca relação entre os fatores: posposição do sujeito, verbos inacusativos e traço [-humano] do sujeito com a não marcação de concordância verbal na terceira pessoa do plural. A partir da nossa diagnose, refletimos que os postulados teóricos da Sociolinguística podem ajudar na prática pedagógica para uma análise linguística sobre o fenômeno da concordância verbal e sugerimos que é fundamental nas aulas de Língua Portuguesa atividades que trabalhem com heterogeneidade linguística e os diferentes usos da língua em diversos contextos de interação. É papel do professor-pesquisador refletir sobre as diferentes variedades, para, enfim, combater o preconceito linguístico em sala de aula.Abstract : This study investigates groups of linguistic and social factors that constraint the variation in subject-verb agreement for the third-person plural in spoken and written languages of the elementary public schools in Florianópolis and Itajaí students, based on Theory of Language Variation and Change delineated by Weinreich; Labov; Herzog (2006 [1986]) and Labov (2008[1972]). Considering the reality of the classroom and the studies on the linguistic phenomenon of subject-verb agreement for the third-person plural, the following problem was elaborated: How often does the least prestigious variable ? on-marking of subject-verb agreement ? happen in spoken and written languages? The sample consists of written textual productions and oral interviews collected from students of the elementary public schools in Florianópolis and Itajaí samples belong to Brustolin (2009); Agostinho (2013) and Silvano (2016), available for research Núcleo VARSUL of UFSC. The dependent variables of subject-verb agreement for the Third-person plural consists of the following variants: Explicit variant of plural in verbs and plural variant of zero in verbs correlated with independent variables that constraint the variation in subject-verb agreement: (i) SN-subject presence and location; (ii) phonic salience; (iii) form of representation of the subject; (iv) trace of human in the subject; (v) formal parallelism; (vi) type of verb; (vii) school; (viii) education level; (iv) sex. The analysis of these groups of factors is based on the readings of authors such as: Lemle and Naro (1977); Rodrigues (1987); Vieira (1995); Scherre and Naro (1998a); Scherre and Naro (1998b); Monguilhott (2001); Pereira (2004); Garcia (2005); Scherre and Naro (2006); Scherre and Naro (2007); Monguilhott (2009) and Gameiro (2009). Our results showed that sentences with agreement marking in verbs presented higher indexes of use in oral and written textual productions of students. The first step of the statistical analysis in which we considered all the writing data of the three samples showed that groups of factors ?SN-subject presence and location?, ?phonic salience?, ?form of representation of the subject?, ?trace of human in the subject? are the most relevant in the conditioning of variation in P6. In the second stage of statistical analysis, we analyzed the data separately, referring to the localities of Florianópolis (Brustolin sample (2009) and Silvano sample (2016)) and of Itajaí (Agostinho sample (2013)), the groups of factors controlled that showed the most relevant in the conditioning of subject-verb agreement were identical, in other words, the statistical analysis showed that the locality didn?t interfere in the selection of the independent variables, the order of relevance established by the statistical program was ?phonic salience?, ?subject's position in relation to the verb? and ?form of representation of the subject?. As for the comparative analysis between spoken and written data of the schools Escola LM and Escola PA, belong to Brustolin (2009) sample, our results showed that spoken and written languages showed a very similar distribution within the continuous of linguistic variation. About the last stage of statistical analysis the groups of factors controlled that showed the most relevant in written data, in order of relevance they were ?phonic salience?, ?type of verb? and ?SN-subject presence and location?. About speech data, the only group of factors selected was ?presence and location of the SN-subject?. Finally, our results showed that the variable ?subject's position in relation to the verb? has a strong influence on the control of verbal agreement in P6, because it was selected by the Goldvarb statistical program as a significant variable in all rounds. It is necessary to highlight the intrinsic relation between the groups of factors: ?SN-subject presence and location?, ?inaccusative verb? and trait [-human] with non-marking of subject-verb agreement for the third-person plural. From our diagnosis, we reflected that the theoretical postulates of Sociolinguistics can help in pedagogical practice for a linguistic analysis on the phenomenon of subject-verb agreement and we conclude that it is fundamental in Portuguese Language classes activities that work with linguistic heterogeneity and the different uses of the language in diverse contexts of interaction. It is the role of the teacher-researcher to reflect on the different varieties to fight linguistic prejudice in the classroom.
Description: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Florianópolis, 2017.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/186555
Date: 2017


Files in this item

Files Size Format View
PLLG0710-D.pdf 2.132Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account

Statistics

Compartilhar