Aplicação de bioterápicos no controle de Haematobia irritans (linnaeus, 1758) em bovinos.

DSpace Repository

A- A A+

Aplicação de bioterápicos no controle de Haematobia irritans (linnaeus, 1758) em bovinos.

Show simple item record

dc.contributor Universidade Federal de Santa Catarina pt_BR
dc.contributor.advisor Bricarello, Patrízia Ana
dc.contributor.author Neto, Ruy Léo Thomazi
dc.date.accessioned 2017-08-29T19:01:07Z
dc.date.available 2017-08-29T19:01:07Z
dc.date.issued 2017-06-14
dc.identifier.uri https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/178774
dc.description TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Agrárias. Curso de Zootecnia. pt_BR
dc.description.abstract O rebanho bovino brasileiro é o terceiro maior do mundo, com grande diversidade de raças e cruzamentos, sendo o maior rebanho comercial do mundo. Com este, coexistem espécies parasitárias que causam redução no ganho de peso, depreciação econômica do couro, queda de rendimento, elevam o custo da produção, são hematófagos, afetando o bem-estar dos animais. A mosca-dos-chifres está distribuída no continente americano, gerando gastos em controle e prevenção. O uso incorreto e irracional de drogas agrava o problema no ambiente e animal, geram resistência, problemas a saúde pública e tempos com carências. O presente trabalho objetivou avaliar o efeito na redução do díptero em bovinos através do uso de bioterápico do tipo heteroisoterápico e quantificar a infestação em novilhas das raças Jersey, Holandesa e Braford e influência no ganho de peso, comparando grupos tratamento e controle. O estudo foi realizado com 37 animais, no Setor de Bovinocultura na Fazenda Experimental da Ressacada, Departamento de Zootecnia e Desenvolvimento Rural, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, no período de 5 de janeiro de 2015 a 13 de novembro de 2015. A contagem foi realizada semanalmente por estimativa visual, no lado esquerdo e administrado para cada animal água ou bioterápico, de acordo com o grupo. As variáveis respostas foram número de moscas e Peso (kg) dos animais tomados como medidas repetidas. Os dados foram analisados de forma descrita e pela análise de regressão através dos modelos lineares generalizados mistos (GLMER) para dados longitudinais, pelo pacote computacional R (R Development, 2011). O modelo utilizou como parâmetros fixos os grupos e a aptidão e como fatores aleatórios os animais e família Poisson. Os maiores valores foram encontrados nos meses de fevereiro e março, independente do tratamento. As maiores contagens foram nos animais de corte que receberam o tratamento e grupo controle da categoria leite. Houve tendência (P=0,08) para interação entre Grupo x Aptidão. Grupo Controle/Gado de Corte para Grupo Tratamento/gado leiteiro houve redução de moscas (P<0,05). Animais tratados e de aptidão leiteira apresentaram menor quantidade de moscas, em comparação aos demais grupos. Em relação ao peso, não houve interação entre aptidão e grupos (P=0,12). O peso teve efeito da aptidão (P=0,03) e de moscas (P<0,001). Houve tendência (P=0,096) para efeito de grupo, o peso tendeu a ser menor nos grupos tratamentos do que nos grupos controle em 3,8 kg. A maior frequência de moscas foi entre 0 e 25 (78%) em ambos os grupos. O uso do bioterápico, junto com a avaliação mensal da infestação, se mostrou um método eficaz, no controle do parasita em gado de leite. pt_BR
dc.format.extent 34 f. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Florianópolis, SC pt_BR
dc.subject Mosca-dos-chifres pt_BR
dc.subject Homeopatia pt_BR
dc.subject Nosódio pt_BR
dc.subject Prevenção pt_BR
dc.subject Bovinos pt_BR
dc.title Aplicação de bioterápicos no controle de Haematobia irritans (linnaeus, 1758) em bovinos. pt_BR
dc.type TCCgrad pt_BR


Files in this item

Files Size Format View Description
RUY LÉO THOMAZI NETO_2017.1.pdf 561.7Kb PDF View/Open Ruy Léo Thomazi Neto, 2017.1

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account

Statistics

Compartilhar