Utilizando operações de Hedge com opções como instrumento de proteção ao investimento em períodos de crise no mercado acionário brasileiro

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Utilizando operações de Hedge com opções como instrumento de proteção ao investimento em períodos de crise no mercado acionário brasileiro

Mostrar registro completo

Título: Utilizando operações de Hedge com opções como instrumento de proteção ao investimento em períodos de crise no mercado acionário brasileiro
Autor: Paula, Gabriel D'Agostini
Resumo: O atual cenário macroeconômico, que possui os mais baixos juros mais baixos já registrados historicamente e inflação sob controle, vêm modificando a cultura do cidadão brasileiro, que hoje possui um pensamento mais maduro sobre as alternativas de investimento. Entre elas, a bolsa de valores tem observado um aumento da participação dos investidores pessoa física, que em 2004 atingiu seu recorde de 27,5% do volume total negociado na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Todos esses novos investidores obtiveram ótimos rendimentos no período até o início de 2008 com grande facilidade. Em maio de 2008, aconteceu o "estouro" da crise norte-americana que incorreu aos investidores a 2ª maior queda na história da bolsa de valores. Frente a esse cenário, os investidores procuram formas de reduzir o risco de suas aplicações. O mercado de opções oferece uma série de alternativas para proteção do seu capital. Nesse sentido, este trabalho tem como objetivo analisar o resultado da utilização das diferentes estratégias de hedge (proteção) com a utilização das opções durante o período de crise sobre uma carteira teórica de ações. Esse objetivo foi elaborado para responder o seguinte problema de pesquisa: Em que medida a utilização das opções como ferramenta de hedge durante o período de crise é eficiente em reduzir o risco do investidor? Com isso, através de uma pesquisa exploratória, este trabalho procura através dos objetivos específicos atender o problema de pesquisa. Por meio de métodos quantitativos foram levantados e analisados dados com a finalidade de identificar os resultados dos investimentos em ações, com hedge de opções e em renda-fixa. Após uma analise comparativa dessas diferentes estratégias de investimento, identificou-se que as aplicações que utilizam as opções como ferramenta de hedge foram parcialmente eficazes em reduzir o risco do investidor. Isso se deve pela divergência de conceitos sobre risco existente entre as bibliografias utilizadas. Existem duas correntes diferentes na conceituação de risco, e com isso, dependendo do conceito ou autor utilizado para se definição de risco, o problema de pesquisa chega a respostas contraditórias. Por fim, o trabalho deixa um questionamento sobre a real definição de risco e sugestões para utilização de outros métodos que podem tornar as opções ainda mais eficientes.
Descrição: TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Administração.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/119843
Data: 2009


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
290442.pdf 526.5Kb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Busca avançada

Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar