Estudo da quebra da dormência em sementes de Sophora tomentosa L. e Erythrina speciosa Andr. (Fabaceae - Papilionoideae)

DSpace Repository

A- A A+

Estudo da quebra da dormência em sementes de Sophora tomentosa L. e Erythrina speciosa Andr. (Fabaceae - Papilionoideae)

Show full item record

Title: Estudo da quebra da dormência em sementes de Sophora tomentosa L. e Erythrina speciosa Andr. (Fabaceae - Papilionoideae)
Author: Delgado, Carolina Maria Luzia
Abstract: A maioria das espécies de Fabaceae apresenta dormência física de sementes que se caracteriza pela resistência de entrada de água nas sementes. No presente estudo a dormência física de Sophora tomentosa L. e Erythrina speciosa Andr. da sub-família Papilionoideae foi avaliada quanto à quebra da dormência por temperatura alternada, quanto à estrutura do tegumento responsável pela impermeabilidade do tegumento e quanto a existência de estruturas especiais no tegumento para a entrada de água após a quebra da dormência. As sementes utilizadas foram coletadas no município de Florianópolis, SC. Os testes de germinação foram feitos em câmaras com temperatura e fotoperíodo controlados. A análise anatômica foi feita tanto em microscopia óptica, como em microscopia de varredura. A verificação do local de entrada de água em sementes escarificadas foi feita colocando-se sementes escarificadas para embeber em solução de anilina 1%. Testes histoquímicos foram feitos com sudan IV para suberina, óleos, ceras epicuticulares e cutina; com floroglucinol acidificado para lignina; com azul de toluidina, com reações policromáticas para lignina e para celulose. A detecção de calose no tegumento das sementes foi verificada utilizando corante azul de anilina a 0,05% e observação em microscópio com epifluorescência acoplado à câmera fotográfica e programa computacional de captura de imagens. Os resultados obtidos mostraram que a dormência de sementes não foi quebrada pelas temperaturas alternadas aplicadas. Cortes anatômicos do tegumento mostraram cutícula, camada paliçádica única na região extra-hilar e dupla na região hilar, tecido esclerenquimático na região hilar, substituído por osteosclereídes em formato de ampulheta na região extra-hilar, tecido esponjoso e células brancas. Na região hilar encontrou-se barra de traqueídes envoltas pelo tecido esponjoso. Em sementes que tiveram sua dormência quebrada através de água fervente foram observadas rachaduras na região do estrofíolo, deixando as macroesclereídes dessa região expostas. A camada paliçádica mostrou presença de calose tanto na região hilar como na extra-hilar e lignina na região extra-hilar. Na região hilar, lignina foi encontrada na camada contra paliçádica. Em sementes de S. tomentosa ainda foram observadas rachaduras na região hilar e em sementes de E. speciosa uma leve abertura na fissura hilar. O primeiro local de entrada de água em sementes escarificadas por água fervente foi o estrofíolo, verificada após 30 min de embebição em solução de anilina. Estes resultados parecem indicar que o estrofíolo destas espécies estaria relacionado com a entrada de água em sementes das espécies estudadas. Primeiro local de entrada de água em sementes escarificadas por água fervente foi o estrofíolo, verificada após 30 min de embebição em solução de anilina. Estes resultados parecem indicar que o estrofíolo destas espécies estaria relacionado com a entrada de água em sementes das espécies estudadas.Most of the species of Fabaceae presents physical dormancy of seeds that is characterized by the resistance of entrance of water in the seeds. In the present study the physical dormancy of Sophora tomentosa L. and Erythrina speciosa Andr., sub-family Papilionoideae, was analysed in relation tot the break of the dormancy by alternate temperature, in relation to the structure of the responsible tegument for the impermeability of the tegument and in relation to the existence of special structures in the tegument for the entrance of water after the break of the dormancy. The seeds were collected in the district of Florianópolis, SC. The germination tests were under controlled temperature and photoperiod. The anatomical analysis was made in optical microscopy and in scanning electron microscopy. The verification of the place of entrance of water in seeds was made through the embebition of scarified seeds in solution of 1% anilina blue. Histochemical tests were made with sudan IV for suberina, oils, waxes and cutina; with acidified floroglucinol for lignin; with toluidina blue for lignin and cellulose. To verify the presence of callose in the seeds, sections of the hilar and extrahilar regions were immersed in 0.05% aniline blue with a 0.1 M potassium phosphate buffer. The sections were observed using microscope with a mercury vapor lamp and a blue epifluorescence filter. Images were taken with digital camera and a software for images capture. The obtained results showed that the dormancy of seeds was not broken by the applied temperatures. Anatomical cuts of the tegument showed cuticle, palissade layer, that was couple in the extrahilar region, sclerenchimatic tissue, that was substituted by osteosclereídes in extrahilar region, spongy tissue and white cells. In the hilar region, below the counter palissade layer was the tracheid bar surrounded by the spongy tissue. In scarified seed by boiling water cracks were observed in the lens region, exposing the macrosclereids of that palissade layer. Presence of calose was observed in the palissade layer both of the hilar and extrahilar region. Lignin was present in the palissade layer of the extrahilar region and in the counter palissade of the hilar region. In seeds of S. tomentosa cracks were observed in the hilar region and in seeds of E. speciosa a light opening in the fissure hilar was observed. The first place of entrance of water in scarified seeds was the lens, verified after 30 min of immersion of the seeds in aniline solution. These results seem to indicate that the lens of these species would be related with the water entrante in the seeds of the studied species.
Description: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal, Florianópolis, 2011
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/93850
Date: 2010


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar