A construção da paternidade na família do pai adolescente: contribuição para o cuidado de enfermagem

DSpace Repository

A- A A+

A construção da paternidade na família do pai adolescente: contribuição para o cuidado de enfermagem

Show simple item record

dc.contributor Universidade Federal de Santa Catarina pt_BR
dc.contributor.advisor Carraro, Telma Elisa pt_BR
dc.contributor.author Meincke, Sonia Maria Könzgen pt_BR
dc.date.accessioned 2012-10-23T11:33:59Z
dc.date.available 2012-10-23T11:33:59Z
dc.date.issued 2007
dc.date.submitted 2007 pt_BR
dc.identifier.other 243647 pt_BR
dc.identifier.uri http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/90500
dc.description Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. pt_BR
dc.description.abstract Este estudo versa sobre o adolescente do sexo masculino, um ser humano em plena fase de mudanças e transformações, ou seja, enfrentando uma metamorfose entre a infância e a idade adulta e, conjuntamente, vivenciando a paternidade nessa etapa do desenvolvimento humano. A paternidade está emergindo como foco de interesse dos pesquisadores, uma vez que os estudos sobre a temática são recentes, no Brasil, surgindo nos anos de 1970. Já a paternidade na adolescência é mais contemporânea, razão pela qual são encontrados escassos estudos, quando comparados com os que abordam a maternidade nessa etapa da vida. Esta tese objetivou compreender a construção da paternidade nas famílias do pai adolescente. A fundamentação teórica deste trabalho está ancorada na Abordagem Bioecológica do Desenvolvimento Humano de Urie Bronfenbrenner, da qual emerge a valorização de compreender o ser humano, a partir de seu contexto baseado nas interações dos processos proximais que desenvolve na família, ao longo das gerações, bem como com outros contextos. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, desenvolvida no Município de Pelotas, no estado do Rio Grande do Sul # Brasil, com famílias de pai adolescente nas suas três gerações, ou seja, com o pai adolescente, seus pais/mães e seus avós. Para percorrer os preceitos éticos, o projeto foi encaminhado para o Comitê de Ética da Universidade Federal de Santa Catarina, tendo sido aprovado. O referencial metodológico está embasado nas entrevistas narrativas e proposta de análise de Schütze, sendo utilizadas para a coleta de dados as entrevistas narrativas, genogramas e ecomapas. Da análise do conhecimento emergiram as dimensões: valores e sentimentos expressos pelas famílias com a paternidade, bem como a legitimação e a reflexão da paternidade na adolescência, nas famílias; a partir dessa análise foram ordenados os recortes das histórias narradas e, posteriormente, traçadas comparações entre as histórias das famílias. O evento da paternidade/maternidade para os pais adolescentes deste estudo era uma incógnita em suas vidas, no entanto, o enfrentaram, apesar das dificuldades e obstáculos. Os posicionamentos assumidos pelos mesmos oscilaram em grau, natureza e intensidade e estão embasados na história familiar da co-construção da paternidade. Desse modo, o sentir-se pai variou desde a notícia da gravidez, até o sentir-se pai após o nascimento da filha. Ao comparar as trajetórias das famílias, evidencia-se que elas proporcionaram a vivência da paternidade e a sua constante co-construção. Os resultados desvendam alternativas de como esse processo acontece a partir do saber empírico das famílias que o vivenciam através das gerações. E reforçam a valorização da figura do homem grávido, em especial o homem-adolescente e do homem que é pai, estimulando a inclusão do mesmo como participante em todas as fases do ciclo gravídico-puerperal. Cuidar do pai adolescente na família significa inseri-lo no desenvolvimento dos cuidados prestados ao(a) filho(a) e à 10 namorada/mãe de seu(sua) filho(a). Dessa maneira, foi confirmado o pressuposto de que a família é uma co-construtora de valores e sentimentos que influenciam na construção da paternidade. O embasamento proposto pela Abordagem Bioecológica do Desenvolvimento Humano nesta tese comprovou ser uma possibilidade viável que ofereceu sustentação necessária para efetivá-la. This study addresses the issue of the male adolescent, a human being in the middle of a phase of changes and transformation, that is to say, someone who is facing a metamorphosis between childhood and adulthood and at the same time experiencing fatherhood in this stage of human development. Fatherhood has emerged as a focus of interest for researchers, once the studies about this matter in Brazil are recent, having started in 1970. Fatherhood in adolescence, however, is more contemporary, the reason why studies in this subject are scarce when compared to those that approach motherhood in this stage of life. This dissertation aimed at understanding the construction of fatherhood in the adolescent father#s families. The theoretical framework of this study is grounded on Urie Bronfenbrenner#s Bioechologic Human Development Approach, which increases the relevance of the comprehension of the human being from its context based on the interactions of the proximal processes that develop in the family along generations, as well as with other contexts. This is a qualitative research, developed in the municipality of Pelotas, in Rio Grande do Sul state - Brazil, with families of adolescent fathers along three generations, that is, with the adolescent father, his parents and his grandparents. The project was sent to the Ethics Committee of Federal University of Santa Catarina, in order to act upon the ethic precepts, being approved by that committee. The methodological referential is based on narrative interviews and Schütze#s analysis proposal. The data collection consisted of narrative interviews, genograms and ecomaps. The dimensions of the subject matter emerged from the analyses of the knowledge: values and feelings about the fatherhood expressed by the families, as well as the legitimation and the reflection of fatherhood in adolescence in the families. The profiles of the narrated histories were ordered from this analysis, and then, comparisons between the families# histories were made. The fatherhood/motherhood event for the adolescent fathers of this study was incognito in their lives. Nevertheless, they faced it in spite of the difficulties and obstacles. The attitudes assumed by the adolescent fathers oscillated in degree, nature and intensity and are based on the family history and on the co-construction of fatherhood. Thus, the feeling of being a father varied from the moment of hearing about the pregnancy until the feeling of being a father after the birth of the child. By comparing the families# courses it became evident that they provided the experience of fatherhood and its constant co-construction. The results unveil alternatives to how this process takes place based on the empiric knowledge of the families who experienced it through generations. Besides, these results reinforce the valuation of the figure of the pregnant man, specially the adolescent-man and the man who is a father, stimulating his inclusion in all the stages of the gravidic-puerperal cycle. Taking care of the adolescent-father in the family means to insert him in the development of the care given to the child and to the girlfriend/mother of his child.12 This way, the presupposed idea that the family is a co-constructor of values and feelings that influence the construction of fatherhood was confirmed. The theoretical framework proposed by the Bioechologic Human Development Approach used in this dissertation proved to be a feasible possibility which provided the needed support to make it achievable. pt_BR
dc.format.extent 1 v.| il. pt_BR
dc.language.iso por pt_BR
dc.publisher Florianópolis, SC pt_BR
dc.subject.classification Enfermagem pt_BR
dc.subject.classification Adolescentes (Meninos) pt_BR
dc.subject.classification Paternidade pt_BR
dc.subject.classification Adolescencia pt_BR
dc.title A construção da paternidade na família do pai adolescente: contribuição para o cuidado de enfermagem pt_BR
dc.type Tese (Doutorado) pt_BR


Files in this item

Files Size Format View
243647.pdf 1.774Mb PDF Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar