Preparação e caracterização de novos cimentos à base de fosfatos de cálcio, quitosana e álcool polivinílico, reforçados com fibra de celulose para enxerto ósseo

DSpace Repository

A- A A+

Preparação e caracterização de novos cimentos à base de fosfatos de cálcio, quitosana e álcool polivinílico, reforçados com fibra de celulose para enxerto ósseo

Show full item record

Title: Preparação e caracterização de novos cimentos à base de fosfatos de cálcio, quitosana e álcool polivinílico, reforçados com fibra de celulose para enxerto ósseo
Author: Mundstock, Karoline Bastos
Abstract: Este trabalho tem como objetivo a síntese e caracterização de um novo cimento a base de fosfatos de cálcio, quitosana (QTS) e álcool polivinílico (PVA) reforçado com fibra de celulose que poderá ser utilizado como cimento para reparos ósseos. Os fosfatos de cálcio, dentre eles a hidroxiapatita, são os principais constituintes dos nossos ossos e dentes e por isso parecem ser os materiais mais indicados para substituição deste tipo de tecido. Os fosfatos de cálcio utilizados neste trabalho, fosfato de cálcio carbonatado, hidroxiapatita e pirofosfato de cálcio foram obtidos pelo método de via úmida através da precipitação de sais os demais materiais foram obtidos comercialmente. Após a obtenção dos fosfatos de cálcio fez-se a caracterização dos mesmos por técnicas de análises de Espectroscopia no Infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV), Energia Dispersiva de Raios-X (EDX), Análise do teor de Ca/P e Análise de Difração de Raios-X (DRX). Depois de comprovada a presença destes fosfatos como única fase nas amostras, foram preparados cimentos com estes fosfatos utilizando como liquido de pega uma solução de QTS, uma solução de PVA ou uma blenda de QTS/PVA. Esse cimento foi moldado na forma de cilindro que foram utilizados para fazer a medida da resistência mecânica. Foram preparados cilindros com e sem adição de fibras de celulose onde a porção de fibra adicionada variou entre 1 e 4% em volume. Os cilindros preparados também foram utilizados para realização de testes de desintegração em fluído corpóreo simulado (SBF). Os cimentos contendo C-ACP e QTS, C-ACP e blenda de QTS/PVA, CPP e QTS mantiveram-se estáveis em SBF não desintegrando ou intumescendo. Destes cimentos o que teve a maior resistência mecânica à compressão foi o cimento de CPP e QTS sendo assim este o cimento mais indicado para ser utilizado como cimento ósseo. Quando adicionada fibra de celulose aos cimentos eles apresentaram o mesmo comportamento em SBF e a adição da mesma contribuiu para uma melhoria na resistência mecânica à compressão de até 200%.
Description: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Materiais
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/88718
Date: 2006


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar