Bancos e banqueiros, sociedade e política: o Bamerindus e José Eduardo de Andrade Vieira

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Bancos e banqueiros, sociedade e política: o Bamerindus e José Eduardo de Andrade Vieira

Mostrar registro completo

Título: Bancos e banqueiros, sociedade e política: o Bamerindus e José Eduardo de Andrade Vieira
Autor: Pereira, Thulio Cícero Guimarães
Resumo: Este trabalho analisa o fenômeno das articulações formais e informais que ocorrem entre bancos, Estado, banqueiros e política, através de um amplo estudo do Grupo Bamerindus durante a gestão do banqueiro / político José Eduardo de Andrade Vieira, no período 1981-1994. O caso foi escolhido por ser emblemático dos vínculos estabelecidos entre bancos e política tanto na esfera local como nacional, pois o Bamerindus foi o quinto maior grupo privado nacional e o terceiro maior banco privado brasileiro em ativos e, entre seus principais sócio-controladores, executivos e diretores, estiveram Governadores e Secretários de Estado, Ministros e líderes partidários, como por exemplo, José Eduardo, que foi presidente nacional do PTB, Senador, Ministro, candidato a Presidente da República e um dos principais coordenadores e tesoureiro da campanha presidencial de Fernando Henrique Cardoso em 1994. Utilizando o conceito e metodologia de redes sociais, este trabalho analisa como essa "elite Bamerindus" articulou o capital financeiro, o grupo econômico e associações de classe na luta política pela hegemonia. Demonstra a tese que o Bamerindus formava uma complexa equação social integrando interesses e atividades que ultrapassavam o campo econômico e financeiro, incorporando amplos setores da sociedade civil, política e partes do aparelho do Estado, influenciando de forma significativa a história do Paraná e a brasileira. Também conclui que, naquele contexto histórico, o fenômeno das conexões do sistema financeiro com a política era parte integrante e inseparável de um organismo social complexo, e sua centralidade no Bamerindus estava vinculada à posição estratégica que as instituições bancárias ocupavam na estrutura de produção capitalista. Esta tese também demonstra que não é possível entender o jogo político sem conhecer suas conexões com o mundo econômico, bem como não é possível entender o desempenho econômico dos grupos sem conhecer suas conexões com a sociedade civil, política e o aparelho do Estado. Este estudo utiliza (capítulo I) os conceitos gramscianos de Estado, Sociedade, Política e Hegemonia; e as proposições de alguns autores para capital financeiro, hegemonia financeira, grupos econômicos, elites orgânicas e associações corporativas. Inicialmente (capítulo II) contextualiza o estudo no âmbito das transformações ocorridas no sistema financeiro nacional e internacional e, (capítulo III) a história da formação do Bamerindus e da família Vieira até o ano de 1981. Na seqüência (capítulo IV) identifica e analisa a rede corporativa Bamerindus, sua estrutura institucional, econômica e de poder no período 1981-1994; (capítulo V) a rede política Bamerindus, seus principais personagens e sua influência na história política paranaense e brasileira recente. Este trabalho termina apresentando a análise da trajetória política de José Eduardo (capítulo VI), e um breve resumo dos principais acontecimentos ocorridos de 1995 até a intervenção do Banco Central do Brasil no grupo, em março de 1997. This thesis analyze the phenomenon of formal and informal connections among banks, state, bankers and politics through a broad study on "Bamerindus group" during José Eduardo de Andrade Vieira period - from 1981 to 1994. This case was chosen due to its emblematic links among banks and politics in the local and national helms, as Bamerindus was the 5th greatest private group and the 3rd biggest Brazilian private bank and amongst its main partners, CEO's and managers there were governors, state secretaries, ministers and party leaders, as José Eduardo who was PTB party president, senator, minister, presidential candidate and one of the coordinators and treasurer of FHC presidential campaign in 1994. Using social networks concept and methodology, this paper analyze how "Bamerindus elite" articulated the financial capital, economic group and work unions in its political struggle for hegemony; demonstrate the thesis in which "Bamerindus" formed a complex social equation bringing together interests and activities which overcame financial and economical levels, involving wide sectors from the civil society, politics and state apparatus, influencing meaningfully Paraná and Brazilian histories. Also conclude that in that historical context the connection between financial and political systems were inseparable part of a complex social organism, and its centralization in Bamerindus was linked to the strategic position which this bank had in the capital production structure. This thesis also shows that it is not possible to understand the political game without knowing its connections with the economic world as well as understanding the groups economical performance without knowing its connections with the civil society, politics and state apparatus. This study use (chapter I) gramscians concepts of state, society, politics and hegemony; and some authors propositions of financial capital, financial hegemony, economical groups, organic elites and corporative associations. In the beginning (chapter II), contextualize the study in the scope of the transformations occurred in the national and international financial systems and, (chapter III) the Bamerindus story and Vieira family until 1981. Then (chapter IV), identify and analyze Bamerindus corporative network, its economic, institutional and power structure from 1981 to 1994; (chapter V) Bamerindus political network, its main characters and its influence in Brazil and Paraná recent history. Finally, analyze José Eduardo political path (chapter VI), and a brief summary of the main events from 1995 until Banco Central do Brasil intervention in March 1997.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/88567
Data: 2006


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
226884.pdf 12.16Mb PDF Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar