A concepção de substância de John Locke

DSpace Repository

A- A A+

A concepção de substância de John Locke

Show full item record

Title: A concepção de substância de John Locke
Author: Schio, Lurdes de Vargas Silveira
Abstract: A dissertação de mestrado, A Concepção de substância em John Locke, apresenta, a reabilitação da noção de substância no Ensaio Acerca do Entendimento Humano. Mostra como Locke se vale de certas implicações epistemológicas para promover a dissolução da noção tradicional de substância, i e., substrato ou forma substancial de modo a provocar mudanças em seu significado. A partir disso, as diferentes acepções da noção em questão: essência real, constituição interna desconhecida, etc. são revisitadas e harmonizadas. Como conseqüência, inúmeros aspectos da filosofia de Locke são devidamente esclarecidos e aprofundados sob uma nova luz, principalmente no que concerne às concepções de empirismo e realismo.Da análise das diferentes noções de substância resulta a noção de substância definida como "alguma coisa", vaga e indeterminada que se ajusta ao empirismo de Locke. Ao propor a distinção entre essência nominal e real, Locke reformula o significado dessa noção o que culmina na reformulação do realismo.
Description: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Filosofia.
URI: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/85997
Date: 2003


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar