CARACTERIZAÇÃO DE PROPRIEDADES MECÂNICAS DE PLACAS COMPÓSITAS PRODUZIDAS A PARTIR DE EMBALAGENS CARTONADAS

DSpace Repository

A- A A+

CARACTERIZAÇÃO DE PROPRIEDADES MECÂNICAS DE PLACAS COMPÓSITAS PRODUZIDAS A PARTIR DE EMBALAGENS CARTONADAS

Show simple item record

dc.contributor Universidade Federal de Santa Catarina pt_BR
dc.contributor.advisor Carminatti, Claudimir Antonio
dc.contributor.author Martins, Raphael de Barros
dc.date.accessioned 2020-11-21T00:24:56Z
dc.date.available 2020-11-21T00:24:56Z
dc.date.issued 2020-10-02
dc.identifier.uri https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/217737
dc.description TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Campus Joinville. Engenharia Automotiva. pt_BR
dc.description.abstract A reciclagem de materiais vem se mostrando uma ótima alternativa para a redução de impacto no meio ambiente. Embalagens cartonadas tipo longa vida (LV) são utilizadas para o condicionamento de diversos tipos de produtos alimentícios, como leite e sucos. Elas são construídas com diversas camadas de diferentes materiais – papel, alumínio e polietileno, o que dificulta a sua degradação quando são descartadas diretamente no meio ambiente. Métodos foram desenvolvidos para a sua reciclagem, onde os seus diferentes materiais são separados e utilizados na elaboração de placas compósitas de polietileno de baixa densidade (PEBD) e alumínio, que podem ser utilizadas como telhas, painéis de vedação e placas. Este estudo determinou as propriedades mecânicas dureza, resistência à tração, resistência à flexão e módulo de elasticidade de placas produzidas a partir de materiais reciclados de embalagens cartonadas do tipo longa vida (LV). Foram analisadas placas compósitas com espessuras 4, 7, 10 e 12 mm contendo, em massa, 84% de polietileno e 16% de alumínio, produzidas a partir do polímero e metal recuperados da reciclagem de embalagens cartonadas do tipo longa vida. Os resultados demonstraram que as placas têm propriedades mecânicas semelhantes ao PEBD, porém com algumas propriedades melhoradas, como é o caso da dureza e da tensão máxima, o que demonstra a influência do alumínio. Para o módulo de elasticidade, placas com 4 mm de espessura apresentaram valores superiores ao valor máximo esperado para o PEBD (240 MPa), chegando a 280,45 MPa de valor médio. Os resultados obtidos neste trabalho indicam que o material compósito pode ser utilizado em diversas áreas, como, por exemplo, na indústria automotiva, permitindo um destino ecologicamente correto para os resíduos de embalagens cartonadas do tipo longa vida. pt_BR
dc.format.extent 58 f. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Joinville, SC pt_BR
dc.rights Open Access
dc.subject Material compósitos. Sustentabilidade. Reciclagem. Embalagens cartonadas longa vida. Propriedades mecânicas pt_BR
dc.title CARACTERIZAÇÃO DE PROPRIEDADES MECÂNICAS DE PLACAS COMPÓSITAS PRODUZIDAS A PARTIR DE EMBALAGENS CARTONADAS pt_BR
dc.type TCCgrad pt_BR


Files in this item

Files Size Format View Description
TCC - Raphael de Barros Martins.pdf 1.232Mb PDF View/Open TCC

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar