O fim do sistema monetário internacional de Bretton Woods e a desregulamentação financeira: Uma análise marxista.

DSpace Repository

A- A A+

O fim do sistema monetário internacional de Bretton Woods e a desregulamentação financeira: Uma análise marxista.

Show simple item record

dc.contributor Universidade Federal de Santa Catarina pt_BR
dc.contributor.advisor Coelho, Jaime César
dc.contributor.author Silvano, Kris Mackleiny
dc.date.accessioned 2020-07-21T21:38:42Z
dc.date.available 2020-07-21T21:38:42Z
dc.date.issued 2019-12-02
dc.identifier.uri https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/209587
dc.description TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro Sócio-Econômico. Economia. pt_BR
dc.description.abstract O presente trabalho tem por objetivo analisar, sob uma perspectiva marxista, os fatores que levaram à crise do dólar, que teve como consequência a revogação do acordo de Bretton Woods. A presente pesquisa procura não apenas apresentar os fatores objetivos que contribuíram para a crise e para o aumento exponencial da atividade financeira: retorno da concorrência no mercado mundial e as políticas de liberalização e desregulamentação, mas principalmente apresentar uma análise sob a perspectiva da obra de Xabier Arrizabalo Montoro. Após o fim da segunda guerra mundial, uma série de acordos imperialistas, políticos e econômicos, foram firmados a fim de reconstruir os países europeus, reerguer o mercado mundial e bloquear a onda revolucionária que tomava a Europa em vista da destruição das economias. Com a recuperação das economias europeias e japonesa, forma-se um mercado de eurodólares, inicia-se um período de crescentes déficits no balanço de pagamentos americano e ataques especulativos ao dólar. Com o fim da paridade fixa ouro-dólar, o dólar se torna uma moeda de padrão internacional, sem lastro. Com o fim do lastro em ouro e as políticas de liberalização e desregulamentação, abre-se um caminho para o aumento vertiginoso da atividade financeira. Na perspectiva apresentada, as crises do capitalismo não podem ser analisadas fora do contexto da lógica de acumulação capitalista, que impõe limites históricos ao desenvolvimento do sistema. O primeiro capítulo se dedica à uma introdução do tema. O segundo capítulo discute os fatores que levaram à crise do dólar, passando por um breve histórico dos sistemas monetários internacionais, a concepção marxista da moeda e a trama de acordos para a reconstrução europeia. O terceiro capítulo discute a lei da queda tendencial da taxa de lucro, a mundialização das finanças, a financeirização e os limites históricos do sistema capitalista. pt_BR
dc.format.extent 49 P. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher Florianópolis, SC pt_BR
dc.rights Open Access
dc.title O fim do sistema monetário internacional de Bretton Woods e a desregulamentação financeira: Uma análise marxista. pt_BR
dc.type TCCgrad pt_BR


Files in this item

Files Size Format View Description
O fim do sistem ... amentação-Kris Silvano.pdf 333.6Kb PDF View/Open Trabalho de conclusão de curso

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar