OS PROGRAMAS ERASMUS E CIENCIA SEM FRONTEIRAS COMO MATERIALIZACAO DA INTERNACIONALIZACAO UNIVERSITARIA

DSpace Repository

A- A A+

OS PROGRAMAS ERASMUS E CIENCIA SEM FRONTEIRAS COMO MATERIALIZACAO DA INTERNACIONALIZACAO UNIVERSITARIA

Show simple item record

dc.contributor.author SEHNEM, PAULO ROBERTO
dc.date.accessioned 2018-10-16T17:36:55Z
dc.date.available 2018-10-16T17:36:55Z
dc.date.issued 2018-10-24
dc.identifier.isbn 978-85-68618-05-9
dc.identifier.uri https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/190545
dc.description.abstract A mobilidade de estudantes universitários parece ter se tornado um meio fulcral para a aquisição e desenvolvimento de competências científicas, técnicas e pedagógicas. Com vistas neste crescimento significativo do processo de internacionalização das IES, o presente artigo tenciona, a partir de dois programas de mobilidade estudantil, apresentar e caracterizar a mobilidade como aspecto de sua materialização de forma exemplificada pelos próprios programas. As evidencias apresentadas demonstram que o Brasil se encaixa em um processo de internacionalização caracteristicamente passiva. Insere-se nesse processo de forma periférica, com baixa recepção e elevado envio de estudantes. Por ora, vem procurando se estabelecer na viabilização e ampliação da mobilidade estudantil externa, com pouca ou quase nenhuma história e tradição na internacionalização ativa. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.publisher INPEAU/UFSC pt_BR
dc.title OS PROGRAMAS ERASMUS E CIENCIA SEM FRONTEIRAS COMO MATERIALIZACAO DA INTERNACIONALIZACAO UNIVERSITARIA pt_BR
dc.type Article pt_BR


Files in this item

Files Size Format View
101_00092.pdf 828.3Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar