Urbanidade, tecido urbano e cursos d'agua: um estudo em Goiânia e Florianópolis

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Urbanidade, tecido urbano e cursos d'agua: um estudo em Goiânia e Florianópolis

Mostrar registro completo

Título: Urbanidade, tecido urbano e cursos d'agua: um estudo em Goiânia e Florianópolis
Autor: Sousa, Carinna Soares de
Resumo: Esta se pesquisa aprofunda na problemática das relações construídas entre meio ambiente e ocupação urbana, especificamente sobre os conflitos existentes nas margens de cursos d?água em meio urbano. Por compreender a importância das funções urbanas e ambientais destes espaços, o trabalho defende sua apropriação equilibrada como forma eficiente de estimular sua preservação. O objetivo do trabalho é estudar as interfaces desenvolvidas entre tecido urbano e curso d?água, buscando compreender como cidades brasileiras diferentes, com processos de crescimento urbano e características ambientais diferentes, possuem a mesma relação de abandono às margens de seus mananciais. Contudo, o trabalho testa a hipótese de que esta situação pode ser revertida através do desenvolvimento da urbanidade, que é, por definição, o contrário de abandono, combatendo assim a marginalização destas áreas, uma consequência da atual intangibilidade das mesmas. Duas Bacias Hidrográficas, em cidades diferentes, foram utilizadas como objeto de estudo para esta análise. Foram definidos padrões de interface, entre tecido urbano e curso d?água, recorrentes em ambas as bacias. Situações vinculadas a estes padrões foram analisadas a fim de avaliar seus desempenhos urbanos e ambientais, correlacionando-os aos níveis de preservação e urbanidade esperados. De fato, a pesquisa reconheceu a intensidade de urbanização como precursora da degradação ambiental, pois nos casos estudados, a urbanização não se desenvolve acompanhada por urbanidade. Assim, não há apropriação efetiva nos espaços públicos às margens dos cursos d?água, o que leva a uma desconexão entre homem e curso d?água. Estes mananciais se tornam cada vez mais esquecidos, longe da rotina urbana, deixados à mercê de uma progressiva degradação.Abstract : This research derives itself on the problems of the relations developed between natural environment and urban environment, specifically on the existing conflicts on urban stream margins. Due to the importance of urban and environmental functions of those areas, the research defends a balanced appropriation of those margins as an efficient way of encouraging its preservation. The study aims to investigate the interfaces constructed between urban fabric and water streams, trying to understand why different Brazilian cities, with different urban growth processes and environmental characteristics, exhibit the same reality of abandonment on its urban river margins. However, the research tests the hypothesis that this situation can be overcome through the development of urbanity as a key urban quality capable of discouraging the abandonment and marginalization of those areas, which are consequences of their current intangibility. Therefore, two water basins, in different cities, were employed as study subjects in this analysis. Recurrent interface patterns between urban fabric and water stream on both water basins were defined in order to evaluate their actual urban and environmental performance and correlate them to the levels of preservation and urbanity expected for them. Indeed the research recognized the intensity of urbanization as the precursor of environmental degradation, since, in the studied cases they are not followed by the development of urbanity itself. Thereby, there is no effective appropriation of the public spaces on water streams margins, leading to a disconnection between men and water. Those streams are becoming more and more forgotten and distant from urban life, leaving them in a state of constant degradation.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Florianópolis, 2017.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/183437
Data: 2017


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
350370.pdf 20.51Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar