Avaliação de resultados de Núcleos de Apoio à Saúde da Família de Santa Catarina

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Avaliação de resultados de Núcleos de Apoio à Saúde da Família de Santa Catarina

Mostrar registro completo

Título: Avaliação de resultados de Núcleos de Apoio à Saúde da Família de Santa Catarina
Autor: Souza, Thaís Titon de
Resumo: Introdução: Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) tem o objetivo de ampliar a abrangência e o escopo de ações da Atenção Básica (AB), bem como sua resolubilidade. Estudos de avaliação dos resultados alcançados, entretanto, são escassos, assim como são incipientes os mecanismos de monitoramento e avaliação de ações e resultados. Objetivo: Avaliar resultados alcançados por NASF de Santa Catarina, a partir do trabalho integrado junto às equipes vinculadas. Métodos: Estudo avaliativo de natureza quali-quantitativa realizado em uma Região de Saúde de Santa Catarina em duas fases: Estudo de Avaliabilidade (EA) e Estudo de Casos Múltiplos. No EA, foram realizadas análise documental e modelização da intervenção, com definição de indicadores de resultados e respectivas medidas e fontes de informação. Foram aplicadas técnicas de consenso com especialistas para validação dos modelos e da matriz de indicadores, composta pelas dimensões ?Escopo e oferta de ações na Atenção Básica?, com as subdimensões Atuação das equipes apoiadas e Integralidade e interdisciplinaridade, e ?Coordenação e longitudinalidade?, contendo as subdimensões Coordenação do cuidado e Longitudinalidade. Estudo de casos múltiplos foi desenvolvido em duas etapas: caracterização do grau de integração entre NASF e equipes apoiadas e aplicação da matriz de avaliação e julgamento (MAJ) junto aos NASF com grau satisfatório de integração. Na primeira, formulário semi-estruturado foi respondido por 31 NASF e as respostas foram convertidas para escores de 0 a 2, com valoração previamente definida a partir de revisão de literatura e normativas. Em seguida, os NASF foram estratificados segundo modalidade. Foram definidos pesos para as dimensões do formulário, com exceção do perfil da equipe, analisado de maneira descritiva. A somatória dos pontos obtidos definiu o grau de integração às equipes apoiadas. Na aplicação da MAJ, entrevistas semi-estruturadas e documentos foram fontes de evidências para as seguintes unidades de análise: 4 NASF I, 1 NASF III e 13 equipes apoiadas. Foi realizada análise de conteúdo, tomando como base elementos da MAJ. A determinação do grau de resultados orientou-se pela proporção entre a pontuação máxima e a observada. Foi realizada análise imbricada dos casos, a partir de critérios de robustez e grau de mudança. Resultados: O estudo de avaliabilidade se mostrou apropriado, possibilitando melhor definição e conhecimento acerca da intervenção. O grau de integração dos NASF às equipes apoiadas foi incipiente, especialmente entre os NASF II. Foi verificado maior percentual de NASF com grau de integração satisfatório na Modalidade I. Através da aplicação da MAJ, verificou-se que 04 NASF alcançaram grau de resultados intermediários e 01 NASF alcançou grau de resultados incipientes. Os resultados de ações técnico-pedagógicas do apoio matricial sobre o aumento da capacidade clínica e sanitária das equipes apoiadas foram incipientes e, em algumas situações, se confundiram com a prática assistencial do NASF. Os resultados alcançados a partir da dimensão assistencial estão mais consolidados, sendo observados sobre três aspectos: Redes de Atenção à Saúde, equipes apoiadas e usuários. A influência do NASF para maior compartilhamento e gestão de casos na AB se mostrou variável. A análise imbricada demonstrou resultados com grau de robustez e mudança. Os NASF I obtiveram melhores resultados sobre a atuação clínica das equipes apoiadas em comparação à atuação sanitária, com situação inversa observada no NASF III. Diferentes fatores foram destacados como facilitadores para alcance dos resultados esperados. Considerações finais: O EA permitiu verificar que há coerência entre os objetivos do NASF e sua estruturação, ainda que existam dificuldades para operacionalizá-los. O grau de resultados alcançado na maioria dos casos estudados foi considerado intermediário, possivelmente em decorrência de dificuldades inerentes à implantação do NASF e da própria Estratégia Saúde da Família. A ausência de objetivos e resultados esperados do trabalho do NASF claramente identificáveis e as diferentes compreensões e interesses acerca de sua implantação determinam o modo como o cuidado é operado e podem impor barreiras para o alcance de resultados mais sólidos. Ainda que possam ser verificados avanços, a definição de estratégias que promovam mudanças estruturais e de processo na implantação dos NASF, incluindo ajustes no trabalho de ambas as equipes e direcionamento e apoio institucional, é necessária para que a integração e os resultados esperados possam ser consolidados.Abstract : Introduction: The Family Health Support Centers (NASF) aims to broaden the scope and scope of Primary Care (AB) actions, as well as their resolubility. Studies evaluating the results achieved, however, are scarce, as are mechanisms for monitoring and evaluating actions and results. Objective: To evaluate the results achieved by NASF of Santa Catarina, based on the integrated work with the related teams. Methods: Qualitative and quantitative evaluation study carried out in a Health Region of Santa Catarina in two phases: Evaluative Studies (EA) and Multiple Case Studies. In the EA, documentary analysis and modeling of the intervention were performed, with definition of outcome indicators and respective measures and sources of information. We used consensus techniques with specialists to validate the models and the matrix of indicators, composed by the dimensions "Scope and offer of actions in Primary Care", with the sub-Dimensions of the supported teams and Integrality and interdisciplinarity, and "Coordination and longitudinality" Containing the dimensions Coordination of care and Longitudinality. A multiple case study was developed in two stages: characterization of the degree of integration between NASF and supported teams and application of the evaluation and judgment matrix (MAJ) to NASF with a satisfactory degree of integration. In the first, semi-structured form was answered by NASF 31 and the answers were converted to scores from 0 to 2, with a previously defined valuation from literature review and normative. Then, the NASF were stratified according to modality. Weights were defined for the dimensions of the form, with the exception of the team profile, analyzed in a descriptive way. The sum of the points obtained defined the degree of integration to the teams supported. In the application of the MAJ, semi-structured interviews and documents were sources of evidence for the following units of analysis: 4 NASF I, 1 NASF III and 13 supported teams. Content analysis was performed based on MAJ elements. The determination of the degree of results was guided by the ratio between the maximum score and the observed score. An imbricated analysis of the cases was performed, based on criteria of robustness and degree of change. Results: The evaluation study was appropriate, allowing better definition and knowledge about the intervention. The degree of integration of NASF into supported teams was incipient, especially among NASF II. A higher percentage of NASF with a satisfactory degree of integration in Mode I was verified. Through the application of the MAJ, it was verified that 04 NASF reached intermediate degree of results and 01 NASF achieved incipient degree of results. The results of the technical-pedagogical actions of the matrix support on the increase of the clinical and sanitary capacity of the supported teams were incipient and, in some situations, they were confused with the NASF care practice. The results obtained from the assistance dimension are more consolidated, being observed on three aspects: Health Care Networks, supported teams and users. The influence of the NASF for greater sharing and case management in AB was variable. The imbricated analysis showed results with degree of robustness and change. The NASF I obtained better results on the clinical performance of the supported teams in comparison to the health work, with an inverse situation observed in the NASF III. Different factors were highlighted as facilitators to achieve the expected results. Final considerations: The EA revealed that there is coherence between the objectives of the NASF and its structuring, although there are difficulties to operationalize them. The degree of results achieved in most of the cases studied was considered intermediate, possibly due to difficulties inherent in the implementation of NASF and the Family Health Strategy itself. The absence of clearly identifiable NASF objectives and expected outcomes from the work of the NASF and the different understandings and interests about its implementation determine how care is operated and may impose barriers to achieving more robust outcomes. Although advances can be made, defining strategies that promote structural and process changes in the NASF implementation, including adjustments in the work of both teams and institutional direction and support, is necessary so that the integration and the expected results can be consolidated.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Florianópolis, 2017.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/183427
Data: 2017


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
349853.pdf 1.969Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar