Copresença, interação e diversidade: uma análise socioespacial do campus da Universidade Federal de Santa Catarina

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Copresença, interação e diversidade: uma análise socioespacial do campus da Universidade Federal de Santa Catarina

Mostrar registro completo

Título: Copresença, interação e diversidade: uma análise socioespacial do campus da Universidade Federal de Santa Catarina
Autor: Souza, Gustavo Peters de
Resumo: As universidades e seus espaços externos têm sido foco de pesquisas recentes na busca por elementos que fomentem a criatividade e ideias inovadoras por meio do intercâmbio do conhecimento informal. Em oposição ao modelo hierárquico e departamental das universidade atuais, esse tipo de conhecimento é compartilhado por meio de configurações espaciais qualificadas que permitam interações interpessoais por meio de vínculos fracos. Esta dissertação pretende reconhecer as características dos espaços externos universitários que incentivam a copresença, a interação e a diversidade de perfis de usuários. Para isso, utiliza como estudo de caso o campus principal da Universidade Federal de Santa Catarina em Florianópolis. A pesquisa adotou métodos quantitativos e qualitativos na escala do campus e na escala local dos departamentos. As variáveis foram analisadas em oito áreas do campus, que tinham no mínimo um café como atrator e utilizando um raio de abrangência de 100 metros, baseando-se nas referências teóricas dos estudos de Allen. Aplicou-se as ferramentas propiciadas pelas teorias da Sintaxe Espacial, que foram verificadas por meio de observações comportamentais e da aplicação de 60 questionários para cada trecho, complementando com observações sobre a diversidade e a predileção dos usuários. Por último, correlacionou-se os resultados de todas as áreas, elaborando uma amostra geral da dinâmica do campus em relação a essas variáveis. Os resultados encontrados indicam que as áreas que promovem a intensidade de copresença, interação e diversidade em campi universitários configurados por meio de blocos isolados são espaços próximos aos serviços acadêmicos e estão bem integrados localmente em ambas as medidas sintáticas de Integração e Escolha. Esses centros de gravidades, quando em espaços bem conformados espacialmente, suportam a maioria das interações e auxiliam na apropriação dos espaços. A proximidade parece ser o fator decisivo para suportar vínculos interdisciplinares, estes que possuem maiores correlações com a medida de Escolha. Apesar de a qualidade das Isovistas possuir relevância em alguns áreas, as análises de Visibilidade e Permeabilidade não se mostraram tão eficazes.Abstract : Universities and their external spaces have been the focus of recent studies in the search for elements that foster creativity and innovative ideas through the exchange of informal knowledge. In opposition to the hierarchical and departmental model of today?s universities, this kind of knowledge is shared through clearly defined spatial configurations that allow interpersonal interactions through weak ties. This dissertation intends to determine the characteristics of university external spaces which encourage the copresence, interaction and diversity of user profiles. To do this, we examine a case study on the Federal University of Santa Catarina?s main campus in Florianópolis. The study adopted quantitative and qualitative methods on both the campus and local departmental scale. The variables were analyzed in eight areas of the campus, each with a radius of 100 meters and which had at least one cafe as an attractor, as based on the theoretical references of Allen's studies. It was applied with tools provided by the Space Sintax theories, which were verified through behavioral observations and the application of a 60 questionnaires for each area, complemented by observations about the diversity and the predilection of the users. Finally, we correlated the results of all the areas, elaborating a general sample of the campus dynamics in relation to these variables. The results showed that the areas, which promote higher levels of copresence, interaction and diversity on university campuses are configured through isolated blocks, are spaces close to academic services, and are locally well-integrated in both syntactic measures of Integration and Choice. These centers of gravity, when in clearly defined spaces, support the most interactions and assist in the appropriation of spaces. Proximity seems to be the decisive factor in supporting interdisciplinary ties, which have greater correlations with the measure of Choice. Although the quality of Isovists has relevance in some areas, Visibility and Permeability analyses have not proved to be as effective.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Florianópolis, 2017.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/183426
Data: 2017


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
350371.pdf 17.49Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar