Incidência de tumores metastáticos na região buco-maxilo-facial: uma meta-análise

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Incidência de tumores metastáticos na região buco-maxilo-facial: uma meta-análise

Mostrar registro completo

Título: Incidência de tumores metastáticos na região buco-maxilo-facial: uma meta-análise
Autor: Silva, Mariana Ferreira Fernandes da
Resumo: Objetivo. A proposta deste estudo foi determinar a melhor evidência disponível sobre o sítio da região buco-maxilo-facial mais acometido por metástases; assim como o tumor primário com maior ocorrência de metástase nestas regiões. Métodos. Foi realizada uma revisão sistemática da literatura considerando somente estudos escritos no alfabeto latino romano e sem restrições de período de publicação. Foram desenvolvidas estratégias de busca para cinco bases de dados: LILACS, LIVIVO, PubMed, Scopus, Web of Science; além de outras duas bases de dados da literatura cinzenta: Google Scholar e ProQuest. O risco de viés foi avaliado utilizando o "Meta-Analysis of Statistics Assessment and Review Instrument? (MASTARI). Os estudos foram selecionados de forma independente, por 2 examinadores, em 2 fases: leitura de resumos e leitura de texto completo. Resultados. A busca nas bases de dados resultou em 3403 artigos. Após a remoção dos duplicados, restaram 1754 artigos fase 1. A leitura dos resumos identificou 64 estudos para fase 2, dos quais 20 foram finalmente incluídos nesta revisão. Foram identificados tumores metastáticos oriundos de tumores primários da mama, próstata, tireoide, intestino, pulmão, rins, esôfago, estômago, pélvis, fígado, cérebro, pâncreas, ovário, laringe, pele, útero, testículos, entre outros. Foi encontrada uma variabilidade nos sítios da cavidade oral afetados, envolvendo onze diferentes regiões anatômicas, além da região maxilomandibular. Dezessete estudos foram classificados como de risco de viés moderado e três como de baixo risco de viés. O sítio da região buco-maxilo-facial mais acometido por metástases foi a mandíbula (54,92%), seguida pelos tecidos moles (40,16%) e maxila (11,69%). Conclusão. Com base nas evidências disponíveis, o tumor primário com maior ocorrência de metástase foi oriundo do pulmão, próstata e seguidos de igual incidência mama, fígado e rins. O sítio mais acometido por metástases foi a mandíbula, seguida pelos tecidos moles e maxila.Abstract : Objective. The purpose of this study was to determine the best available evidence on the site of the maxillofacial region which is mostly affected by metastases, as well as the primary tumor with a higher occurrence of metastasis in these regions. Methods. A systematic review of the literature was carried out considering only studies written in the Roman Latin alphabet and without any publication period restrictions. Searching strategies were developed for five databases: LILACS, LIVIVO, PubMed, Scopus, Web of Science and also two other gray-related literature databases: Google Scholar and ProQuest?. The risk of bias was evaluated by using the Meta-Analysis of Statistics Assessment and Review Instrument (MASTARI). The studies were selected in an independent manner, by two examiners, in two phases: abstracts? reading and full-texts reading. Results. The database search resulted in 3403 articles. After removing the duplicated ones, 1754 articles remained in phase 1. The abstracts? reading identified 64 studies for phase 2, from which 20 were ultimately included in the present review. Metastatic tumors from primary breast, prostate, thyroid, intestine, lung, kidneys, esophagus, stomach, pelvis, liver, brain, pancreas, ovary, larynx, skin, uterus and testicles tumors, among others, have been identified. The sites affected in the oral cavity widely varied, involving eleven different anatomical regions, besides the maxillary bones. Seventeen studies were classified as having a moderate bias risk and three as having a low risk of bias. The site of the oral cavity and maxillomandibular region which was mostly affected by metastases was the mandible (54.92%), followed by soft tissues (40.16%) and maxila (11.69%). Conclusion. Based on available evidence, the primary tumor with the highest occurrence of metastasis in the oral cavity and maxillary bones was from the lung and the prostate, followed by breast, kidneys and liver. The site mostly affected by metastases was the mandible, followed by soft tissues and maxila.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Florianópolis, 2017.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/183422
Data: 2017


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
350204.pdf 3.436Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Compartilhar