Qualidade das águas subterrâneas de consumo humano nas comunidades rurais da Bacia Hidrográfica do Rio Jacutinga, Oeste de Santa Catarina

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Qualidade das águas subterrâneas de consumo humano nas comunidades rurais da Bacia Hidrográfica do Rio Jacutinga, Oeste de Santa Catarina

Mostrar registro completo

Título: Qualidade das águas subterrâneas de consumo humano nas comunidades rurais da Bacia Hidrográfica do Rio Jacutinga, Oeste de Santa Catarina
Autor: Testa, Ericks Henrique
Resumo: O crescimento socioeconômico da Região Oeste de Santa Catarina, principalmente por conta dos avanços das atividades agropecuárias, tem degradado a integridade das águas superficiais. Desse modo, houve um expressivo aumento da explotação dos reservatórios subterrâneos, principalmente do Sistema Aquífero Serra Geral (SASG). Nesse aspecto, a escassez de estudos acerca da qualidade dessas águas colabora com a manutenção do estigma de que estas são totalmente seguras. A área de estudo aqui contemplada, que compreende a Bacia Hidrográfica do Rio Jacutinga e Sub-bacias Contíguas, é um exemplo desse cenário. Nesse contexto, a utilização de indicadores, como o Índice de Qualidade das Águas Subterrâneas (IQAS), é muito recomendada, pois esses são sucintos e eficazes. O objetivo geral deste trabalho foi caracterizar e discutir a qualidade das águas subterrâneas destinadas ao consumo humano das comunidades rurais desta bacia. Além disso, buscou-se classificar essas águas quanto a sua qualidade, analisar as características construtivas dos poços amostrados, debater sobre eventuais problemas de contaminação, bem como propor outras formas de captação de água, visando uma gestão integrada. Para isso, utilizou-se de um banco de dados, cedido pelo Comitê do Jacutinga, composto por análises físico-químicas e bacteriológicas realizadas em 100 poços comunitários da zona rural da bacia durante 2013 e 2015. A primeira etapa consistiu na elaboração de um IQAS exclusivo para esse contexto, baseado em trabalhos realizados em outras regiões do Brasil. Fotografias dos poços também foram úteis na observação dos aspectos construtivos. Em complementação, realizou-se uma investigação de campo a fim de compreender melhor as realidades locais, principalmente onde a qualidade da água foi considerada ruim. Os resultados do IQAS indicaram o predomínio de águas de boa qualidade para consumo humano, com uma significativa melhora do quadro para o último ano. De qualquer forma, em ambos os anos, 10% dos poços foram enquadrados na classe de qualidade inferior. Nestes casos, os principais fatores limitantes foram: a presença de coliformes totais e Escherichia coli; as elevadas concentrações de ferro e manganês; e o pH muito alcalino. Além disso, observou-se uma grande quantidade de irregularidades construtivas nos poços. A recorrência desses problemas, aliada aos impactos causados pelas atividades potencialmente poluidoras, alerta para a suscetibilidade de contaminação por agentes externos, como evidenciado pelas características bacteriológicas. Porém, os demais parâmetros problemáticos parecem estar mais relacionados com a geoquímica dos aquíferos. Na etapa de campo, foi verificada a utilização e as potencialidades hídricas de cada lugar como, por exemplo, o uso das nascentes e da água da chuva. Destaca-se que o IQAS se mostrou uma importante ferramenta de caracterização da qualidade das águas subterrâneas dessa região. Conclui-se também, que apesar da vulnerabilidade inerente e do risco à contaminação, as águas do SASG ainda têm sua qualidade preservada no contexto da bacia. Porém, a ocorrência de águas de qualidade ruim, associada aos problemas de saúde que estas podem causar, já mostra indícios de mudança dessa condição favorável. Por fim, ressalta-se que a melhor maneira de solucionar essa problemática, como observado em algumas comunidades visitadas, é a prática de gestão integrada das águas.The west of Santa Catarina state has been recording a great socio-economic development, especially due to the progress of agribusiness, what reduce the quality of surface waters. Thus, there has been a significant increase of groundwater exploitation, mainly of the Serra Geral Aquifer System (SGAS). In contrast, there is a lack of studies about its quality, remaining the idea that these reservoirs are in total safety. The study area of this work, Jacutinga River Hydrographic Basin and its Contiguous Sub-basins, is an example of this scenario. In this case, the use of water quality indexes like the Groundwater Quality Index (GWQI) is greatly encouraged because they are brief and effective. Then, the aim of this work was to characterize and discuss the quality of groundwater for human drinking in rural communities of this basin. Furthermore, this research intended to rate the groundwater quality, examine well-construction characteristics, argue about probable contamination and propose another forms of water collection, seeking an integrated water management. A database provided by Jacutinga River Commission was used for this purpose. This data include physicochemical and bacteriological analysis, carried out in 2013 and 2015, in 100 community wells of Jacutinga Basin’s rural zone. The first step was the construction of a GWQI exclusive to this basin, based on previous works in this issue performed in other regions of Brazil. Photos of the wells were also useful to observe well-construction aspects. In addition, a fieldwork was executed to a better understanding of local reality, particularly where the waters were rated as “bad”. The GWQI results indicate a prevalence of good waters for human drinking and an improvement in the year 2015. Although in both years 10% of wells were ranked in the worst quality category. In these cases, the presence of total coliforms and Escherichia coli, as well as high values of iron, manganese and pH, were the mainly reasons to the reduction of water quality. Besides that, several irregularities in well-construction were recognized. These problems, combined with the great impacts caused by potentially polluting activities, serve as a warning to the susceptibility of contamination by external agents, as shown by bacteriological data. Whereas, the other problems reported seems to be more related to the aquifer geochemistry. In field observations, the situation and potentials of each community were evaluated, such as the use of springs and rainwater. This work concludes that the GWIQ has proved to be an important tool in the study of groundwater quality. Also, it is concluded that, despite the vulnerability and contamination risks, the quality of SGAS waters are still preserved in this context. However, the occurrence of waters with bad quality, associated with possible health problems, show signs that this favorable condition is changing. Finally, the best way to solve this issue, as observed in some visited communities, is the practice of integrated water management.
Descrição: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Geologia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/182115
Data: 2017-11-30


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização Descrição
TCC_Ericks_Testa_final.pdf 47.60Mb PDF Visualizar/Abrir TCC_Ericks_Testa

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar