A Aritmética Escolar e o Método Intuitivo: Um novo saber para o curso primário (1870 – 1920)

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A Aritmética Escolar e o Método Intuitivo: Um novo saber para o curso primário (1870 – 1920)

Mostrar registro completo

Título: A Aritmética Escolar e o Método Intuitivo: Um novo saber para o curso primário (1870 – 1920)
Autor: Oliveira, Marcus Aldenisson de
Resumo: Este texto é o resultado de uma investigação no âmbito da história da educação matemática. Admitiu-se por tema a configuração da Aritmética escolar do curso primário sob a égide da vaga intuitiva. Regida pelos avanços da psicologia e da fisiologia, a pedagogia moderna de ensino intuitivo foi vista como marco de um projeto modernizador da instrução primária brasileira durante os anos de 1870 a 1920. A abordagem histórica dos aspectos epistemológicos e didáticos da Aritmética lida a partir de livros escolares permitiu caracterizar a constituição de um novo saber. Ainda subsidiada pela documentação educacional do período, a investigação analisou as dinâmicas de reorganização dos saberes aritméticos da instrução elementar. Alinhados às diretrizes da pedagogia moderna, tais saberes estiveram em transformação em função da finalidade da escola. Quando a escola primária tinha por finalidade prendar os indivíduos com a “fórmula mesquinha” do saber ler, escrever e contar para inseri-los no ofício da mecânica, do comércio, da indústria e das atividades rurais os saberes elementares se identificavam com os rudimentares: o útil e o essencial para a vida prática. Entretanto, quando a escola primária teve a finalidade de dar para todos os indivíduos a maior massa de conhecimentos possível para destiná-los ao mundo das letras os saberes elementares representavam os primeiros fundamentos da ciência. Outro aspecto importante que contribuiu para a configuração do status epistemológico do saber elementar da Aritmética foi a concepção de criança/aluno. Ao considerar a criança um ser racional, os saberes aritméticos foram estruturados na lógica interna da matéria, respeitando a ordem da inteligibilidade do aluno. Diferentemente, ao enxergar a criança como um ser empírico, os saberes aritméticos foram concebidos de acordo com o ritmo de desenvolvimento psicológico do aluno. Como o enfoque utilitarista e intuitivo do ensino passou a ser o credo pedagógico do final do século XIX e início do XX, a escola primária teve a necessidade de trabalhar com o essencial em detrimento ao fundamental e com o sensível antes do abstrato. Neste caso, a psicologização dos elementos da Aritmética caracterizou de outra forma o status epistemológico do saber, em relação aos elementos lógico-racionais de herança enciclopédica. De uma rubrica tipicamente propedêutica e abstrata para uma matéria utilitarista e intuitiva, a constituição da Aritmética intuitiva do curso primário confirmou a tese de que uma vaga pedagógica tem papel fundamental na constituição de um novo saber escolar.
Descrição: Tese apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) como requisito parcial para obtenção do título de Doutor em Ciências. Orientador: Prof. Dr. Wagner Rodrigues Valente. Oliveira, Marcus Aldenisson. A Aritmética escolar e o método intuitivo: Um novo saber para o curso primário (1870 – 1920) / Marcus Aldenisson de Oliveira – Guarulhos, 2017. 280 f. Tese (doutorado) – Universidade Federal de São Paulo, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Educação e Saúde na Infância e na Adolescência, 2017. Orientador: Wagner Rodrigues Valente. Título em inglês: School arithmetic and the intuitive method: a new knowledge for the primary course (1870 – 1920). 1. Aritmética escolar. 2. Curso Primário. 3. Livro escolar. 4. Método intuitivo. 5. Saber elementar. 6. Saber rudimentar. I. Valente, Wagner Rodrigues.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/178956
Data: 2017


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização Descrição
Tese de Marcus ... ra - Defesa 22_08_2017.pdf 3.722Mb PDF Visualizar/Abrir tese-rev

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar