Impactos antropogênicos sobre a população do boto-da-tainha (Tursiops truncatus) em Laguna, sul do Brasil: uso do espaço e bases para um modelo conceitual de conservação

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Impactos antropogênicos sobre a população do boto-da-tainha (Tursiops truncatus) em Laguna, sul do Brasil: uso do espaço e bases para um modelo conceitual de conservação

Mostrar registro completo

Título: Impactos antropogênicos sobre a população do boto-da-tainha (Tursiops truncatus) em Laguna, sul do Brasil: uso do espaço e bases para um modelo conceitual de conservação
Autor: Agrelo, Macarena
Resumo: Um dos objetivos principais da biologia da conservação é avaliar o efeito das atividades humanas sobre o ambiente. Dentro deste marco teórico existe o que se conhece como paradigma das pequenas populações, em que populações de tamanho reduzido e isoladas apresentam uma maior probabilidade de atingir o vortex de extinção. Uma pequena população de botos (Tursiops truncatus) residente em Laguna, sul do Brasil, é conhecida pela pesca cooperativa realizada por alguns indivíduos com os pescadores artesanais. Através de comportamento ritualizado, os botos indicam aos pescadores o momento e o local onde jogar as tarrafas para a captura dos peixes. Esta peculiaridade comportamental estrutura socialmente a população de botos em ?cooperativos? ? participantes da interação ? e ?não cooperativos? ? não participantes. Por possuir hábitos costeiros a população de botos de Laguna encontra-se exposta a múltiplos impactos promovidos por atividades humanas. O objetivo deste trabalho é qualificar e quantificar as diferentes fontes de impacto antrópico sobre a população dos botos, levando em consideração o comportamento espacial e o grau de exposição a cada fonte de impacto. Com essa finalidade, no primeiro capítulo desta dissertação foram realizadas análises das variações de distribuição e uso do habitat entre dois períodos separados por uma alteração de habitat marcante na região: a construção de uma ponte sobre uma importante área de concentração desta população. O tamanho da área de uso dos botos diminuiu 57% de um período ao outro (pré e pós início da construção da ponte). As áreas de uso e concentração variaram entre períodos e uma das áreas de concentração dos botos ?não cooperativos?, localizada próxima à obra da ponte, desapareceu. Além das variáveis de profundidade, declividade e distância da margem, a distância da ponte e estratégia de forrageio influenciaram o número de indivíduos avistados e na presença dos mesmos. No segundo capítulo, as fontes de impacto antrópicos e a sobreposição com a distribuição dos botos foram descritas e classificadas. As atividades poluidoras foram divididas em categorias e, posteriormente, mapas de calor foram confeccionados para cada atividade. A maior intensidade de impactos domésticos coincide com a principal área de concentração dos botos, e a maior intensidade dos impactos industriais e de agropecuária têm o foco na área da construção da ponte. Quanto às atividades de pesca, foram analisadas a distribuição das apreensões de redes de emalhe, aviãozinhos e gerival. Atualmente, existe uma única área de concentração dos botos e ela se sobrepõe às áreas de maior concentração de redes de emalhe. Finalmente, com a informação coletada durante a presente pesquisa realizou-se uma primeira versão de um modelo conceitual de conservação. Como conclusão observamos variações na distribuição dos botos entre os períodos, sendo mais marcantes nos botos ?não cooperativos?, observamos que nos últimos anos os botos apresentaram uma única área de concentração próximo ao canal, e concluímos que a distribuição atual expõe a população a um maior risco.<br>Abstract : One of conservation biology main aim is to evaluate the effect of human activities on the environment. Within this theoretical framework exists what is known as the small population paradigm, where small and isolated populations are more likely to reach extinction. A small bottlenose dolphin population (Tursiops truncatus) inhabits in Laguna, southern Brazil, is known for the cooperative fishing performed by some individuals with artisanal fishermen. Part of the population cooperates with artisanal fishing, indicating the timing and place where fishermen have to launch their fishing nets to catch the fish. This particular behavior structures socially dolphin population in "cooperatives"- participants in the interaction - and "non-cooperative" - nonparticipants. Due to its coastal habits, Laguna's dolphin population is exposed to multiple impacts promoted by human activity. Therefore, this work aims to qualify and quantify different sources of anthropogenic impact on Laguna´s dolphin population, taking into account the spatial behavior and the degree of exposure to each impact source. For this purpose, in the first chapter of this dissertation, were carried out analysis of distribution variations and habitat use between two periods separated by a marked habitat change in the region: a bridge construction over an important concentration area for this population. Dolphins? usage area decreased 57% from one period to the other (pre and post the bridge construction). Usage and cores areas varied between periods and one core area of "non-cooperative" dolphins, located near the bridge construction, disappeared. In addition, depth, slope and margin distance, distance for the bridge and foraging strategy influenced the number of individuals sighted and their presence. In the second chapter, the anthropogenic sources of impact and the overlap with the dolphins were described and classified, and heat maps of each were made. The highest intensity of domestic impacts coincides with the main dolphin core area, and the higher intensity of industrial and farming impacts focus on bridge construction area. Regarding the fishing activities, distribution of gillnets, fyke nets and gerival were analyzed. Currently, there is a single core area of dolphins and it overlaps with the areas of greater concentration of gillnets. Finally, with the information collected during this research, we carried out a first version of a conceptual conservation model. In conclusion, our results show a shift in the distribution between periods, mainly in "non-cooperative" dolphins. With one core area near the inlet channel, Laguna's dolphin population is exposed to a higher risk promoted by human activities.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Florianópolis, 2017.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/178717
Data: 2017


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
347908.pdf 1.572Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar