Referência e contrarreferência na atenção à saúde das pessoas com amputação na visão do enfermeiro: uma perspectiva bioética

DSpace Repository

A- A A+

Referência e contrarreferência na atenção à saúde das pessoas com amputação na visão do enfermeiro: uma perspectiva bioética

Show full item record

Title: Referência e contrarreferência na atenção à saúde das pessoas com amputação na visão do enfermeiro: uma perspectiva bioética
Author: Ferreira, Micheli Leal
Abstract: Introdução: A pessoa com amputação necessita de cuidados dos diferentes níveis de atenção à saúde na perspectiva das redes. O enfermeiro é responsável pelo cuidado e acompanhamento das pessoas com doenças crônicas, dentre estas a hipertensão arterial e o diabetes mellitus, principais causas das amputações eletivas. É, também, gestor do cuidado e deve promover atenção integral à saúde do ser humano, para tal, carece empoderar-se da referência e da contrarreferência para articular os distintos pontos da rede. Objetivos: Descrever a atuação dos enfermeiros no referenciamento e contrarreferenciamento de serviços de saúde às pessoas com amputação; Analisar o processo de referência e contrarreferência na assistência à saúde das pessoas com amputação, na perspectiva dos enfermeiros, sob o olhar da bioética. Metodologia: Estudo exploratório-analítico com abordagem qualitativa. Realizado entrevista semiestruturada com 21 enfermeiros alocados na rede de atenção à saúde de Florianópolis que prestam assistência à pessoa com amputação. Os dados foram organizados com auxílio do software Atlas ti 7.5.6 e analisados com base na análise de conteúdo temática. Aprovado pelo Comitê de Ética, parecer nº 970.902 de 24/02/2015. Resultados: Do primeiro manuscrito: "Atuação do enfermeiro no referenciamento e contrarreferenciamento às pessoas com amputação", emergiram duas categorias temáticas: Portas de entrada da pessoa com amputação; O enfermeiro na assistência e as implicações de sua atuação no referenciamento e contrarreferenciamento. Identificaram-se como portas de entrada as Unidades Básicas de Saúde, o serviço de Emergência e o Centro Catarinense de Reabilitação. Os enfermeiros mostraram-se autônomos e capacitados para realizar a referência e contrarreferência quando necessário, entretanto, o foco inicial é a oferta da assistência mais adequada. No segundo manuscrito: "Referenciamento e contrarreferenciamento à pessoa com amputação: analise da conduta dos enfermeiros na perspectiva bioética", procedeu-se a análise a partir de duas categorias temáticas: Conduta do enfermeiro na perspectiva Bioética de Proteção e de Intervenção; Potencialidades e fragilidades no processo de referência e contrarreferência. Os resultados evidenciaram que sem o respaldo legal, a maioria dos encaminhamentos são realizados com base nas relações interpessoais e na informalidade. A análise sob o olhar da bioética permitiu concluir que não só a pessoa com amputação, mas que o enfermeiro também ocupa posição de vulnerabilidade. Estes mostraram comprometimento ético com a profissão e empenho para oferecer um atendimento integral. O comprometimento ético, a criatividade profissional, o matriciamento e a interconsulta foram pontudas como potencialidades. As fragilidades foram à inexistência de protocolos, a comunicação ineficaz entre os níveis de atenção, o acesso restrito à informação e a lentidão nos referenciamentos. Considerações finais: O enfermeiro é um profissional presente em todos os pontos da rede de atenção à saúde, logo compete a ele o dever de conscientizar-se acerca das políticas públicas de amparo à pessoa com amputação. Há necessidade de padronização das ações na assistência à saúde da pessoa com amputação, por instrumentos que direcionem as ações dos profissionais envolvidos e facilitem o acesso ao usuário do Sistema Único de Saúde. Ferramentas como o InfoSaúde e o Sistema Nacional de Regulação necessitam ser aperfeiçoadas e unificadas em todo território nacional.<br>Abstract : Introduction: The person with amputation needs care of the different health care levels in the perspective of networks. The nurse is responsible for the care and monitoring of people with chronic diseases, among them high blood pressure and diabetes mellitus, major causes of elective amputations. It is also the care manager and should promote comprehensive health care of human beings, to do so, it needs to empower the reference and counter-reference to articulate the different points in the network. Objectives: Describe the role of nurses in referencing and counter-referencing of health services to people with amputations; Analyze the health care process of reference and counter-reference for people with amputation, from the perspective of nurses, on the view of bioethics. Methodology: Exploratory-analytic study with a qualitative approach. Conducted semi structured interviews with 21 nurses allocated in the health care network of Florianópolis that assist the person with amputation. Data were organized with the help of software Atlas ti 7.5.6 and analyzed based on thematic content analysis. Approved by the Ethics Committee, report number 970902 of 02.24.2015. Results: From the first manuscript, "Nurses' performance in referencing and counter-referencing of people with amputation", emerged two thematic categories: Entrance doors of people with amputation; The nurses in care and the implications of its performance in referencing and counter-referencing. Were identified as gateways the Basic Health Units, the Emergency Service and the Santa Catarina Rehabilitation Center. Nurses proved to be autonomous and able to perform the reference and counter-reference when needed, however, the initial focus is to offer the most appropriate assistance. In the second manuscript, "Referencing and counter-referencing to the person with amputation: Analyze of nurses conduct in bioethics perspective," proceeded the analysis from two thematic categories: Conduct of nurses from the bioethics perspective of Protection and Intervention; Strengths and weaknesses in the reference and counter-reference process. The results showed that without legal support, most referrals are made based on interpersonal and informal relations. The analysis from the perspective of bioethics concluded that not only the person with amputantion, but the nurse also occupy a position of vulnerability. These showed ethical commitment to the profession and commitment to offer comprehensive assistance. The ethical commitment, professional creativity, matricial and interconsultation were pointed as potential. The weaknesses were the lack of protocols, ineffective communication between levels of care, restricted access to information and the slowness in referring. Final considerations: The nurse is a professional present at all points of the health care network, so it is up to him the duty to become aware about public policy support to the person with amputation. There is a need to standardize the actions for he person with amputation in health care, for instruments that drive the actions of the professionals involved and facilitate access of the Unified Health System user. Tools like InfoSaúde and the National Regulatory System need to be improved and unified nationwide.
Description: Disertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2015
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/160698


Files in this item

Files Size Format View
337956.pdf 1.626Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar