Ictiofauna das bacias hidrográficas do estado de Santa Catarina: levantamento bibliográfico e documental

DSpace Repository

A- A A+

Ictiofauna das bacias hidrográficas do estado de Santa Catarina: levantamento bibliográfico e documental

Show full item record

Title: Ictiofauna das bacias hidrográficas do estado de Santa Catarina: levantamento bibliográfico e documental
Author: Silveira, Fernanda Cecília Besen da
Abstract: O estado de Santa Catarina possui uma alta riqueza de espécies de peixes de água doce. Grande parte do conhecimento da ictiofauna que ocorre em território catarinense está relacionado a estudos taxonômicos (inventários da fauna). O presente estudo foi realizado com o intuito de reunir informações sobre o registro de peixes em rios do estado a fim de sistematizá-las e disponibilizá-las no meio científico-acadêmico. A área de estudo consistiu no estado catarinense, dividido nas três grandes bacias hidrográficas: Bacia do rio Uruguai, Iguaçu e Sudeste Catarinense. Para isso foram coletados dados em documentos de órgãos ambientais, publicações e bancos de dados de coleções ictiológicas. Foi elaborada uma listagem com as espécies registradas para cada bacia hidrográfica catarinense. Além disso, foram cofeccionados mapas com a distribuição geográfica dos pontos de coleta de ictiofauna. Foram realizados cálculos da frequência de ocorrência de cada espécie e, a partir disso, uma análise de agrupamento foi elaborada. Foram registradas 337 espécies de peixes, pertencentes a 12 ordens e 43 famílias. A ordem mais representativa em termos de número de espécies foi Siluriformes (43,92%), seguida por Characiformes (31,45%), Perciformes (12,17%), Cyprinodontiformes (5,34%) e Gymnotiformes (1,78%). As sete ordens restantes foram representadas por apenas 5,34% das espécies. Do total de espécies registradas 11 são exóticas e 21 espécies são de ambiente estuarino. A bacia hidrográfica com o maior número de registros foi a do Sudeste Catarinense (191 espécies), seguida pela bacia do rio Uruguai (185), e pela bacia do rio Iguaçu (48). As espécies com maior frequência de ocorrência em Santa Catarina foram: Rhamdia quelen, Geophagus brasiliensis e Hoplias malabaricus. A análise de agrupamento revelou que as três bacias hidrográficas catarinenses são muito diferentes quando analisadas sob o ponto de vista de frequência de ocorrência das espécies. Com base no presente estudo, a bacia hidrográfica do rio Uruguai pode ser considerada a mais bem estudada do estado de Santa Catarina, com relação à composição ictiofaunística. Das 225 referências bibliográficas analisadas, aproximadamente 85%, está relacionada a inventários de ictiofauna para fins de licenciamento de empreendimentos hidrelétricos. Isso mostra como o conhecimento da ictiofauna catarinense está aliado a implantação de empreendimentos dessa natureza, sendo que os estudos produzidos para essa finalidade muitas vezes são superficiais e carecem do rigor científico.The State of Santa Catarina has a vast amont of freshwater fish species. The majority of the Ichthyofauna body of knowledge that takes place in Santa Catarina’s territory is related to taxonomic studies (fauna inventory). The present study was conducted with the objective of gathering information about the fish registry in this states’ rivers in order to make the registry systematic and available in the academic-scientific world. This study took place in the state of Santa Catarina, divided between three great river basins: Uruguai river basin, Iguaçu and Sudeste Catarinense. To this end, documents were collected from environmental agencies, publications and ichthyologic collections database. A list was created with the registered species for each river basin in Santa Catarina. Furthermore, maps were created showing the geographical distribution of the ichthyofauna collection sites. Calculations of the occurrence frequency of each species were performed and, from that, grouping analysis was created as well. We registered 337 fish species that belonged to 12 orders and 47 families. The orders that had the most representation in terms of the number of species was the Siluriformes (43.92%), followed by Characiformes (31.45%), Perciformes (12.17%), Cyprinodontiformes (5.34%) and Gymnotiformes (1.78%). The remaining seven orders were composed of only 5.34% of the species. Of all of the registered species, 11 of them are exotic and 21 are of the estuary environment. The river basin with the most registries was the Sudeste Catarinense (191 species), followed by the Uruguai river basin (185), and by the Iguaçu river basin (48). The species with the most occurrence frequency in Santa Catarina were: Rhamdia quelen, Geophagus brasiliensis and Hoplias malabaricus. The grouping analysis revealed that the three Santa Catarina river basins are very different when analysed from the frequence of occurrence of the species point of view. According to the present study, the Uruguai river basin can be considered the one that was studied the most in Santa Catarina in relation the ichthyofauna composition. Of the 225 references that were analysed, approximately 85% of them are related to the ichthyofauna inventory for hydroelectric projects licensing. This shows how the study of Santa Catarina’s ichthyofauna is connected to the stablishment of such undertakings, although, the results that come from such studies are often unreliable and lack scientific methodology.
Description: TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.
URI: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/132658
Date: 2012-12


Files in this item

Files Size Format View
TCC -FERNANDA CECÍLIA BESEN DA SILVEIRA.pdf 2.624Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar