Fatores que geraram o afastamento do idoso das reuniões do "grupo da Felicidade" - Lar Fabiano de Cristo - Unidade de promoção Integral de Arnaldo São thiago - Florianópolis/SC: novos desafios ao serviço social

DSpace Repository

A- A A+

Fatores que geraram o afastamento do idoso das reuniões do "grupo da Felicidade" - Lar Fabiano de Cristo - Unidade de promoção Integral de Arnaldo São thiago - Florianópolis/SC: novos desafios ao serviço social

Show full item record

Title: Fatores que geraram o afastamento do idoso das reuniões do "grupo da Felicidade" - Lar Fabiano de Cristo - Unidade de promoção Integral de Arnaldo São thiago - Florianópolis/SC: novos desafios ao serviço social
Author: Costa, Adriana Fernanda
Abstract: A elaboração do presente trabalho é resultado da experiência de Estágio Curricular Obrigatória no LFC # UPI de Arnaldo São Thiago. Este foi estruturado em três seções que se complementam e se articulam. A natureza desta pesquisa é definida como quali-quantitativa. Na primeira seção, são abordados os aspectos relacionados ao processo do envelhecimento e as políticas sociais no Brasil pós Constituição Federal (CF) de 1988. Na seqüência, na segunda seção, é apresentada uma breve recuperação sobre a Política de Assistência Social e do Idoso no estado de Santa Catarina e no município de Florianópolis. Em seguida, apresentase o LFC. Na terceira e última seção, trata-se sobre o idoso e Serviço Social na UPI de Arnaldo São Thiago. Adentrando na análise dos fatores que geraram o afastamento de treze idosos das reuniões do #Grupo Felicidade# do LFC # UPI de Arnaldo São Thiago, e os desafios ao profissional de Serviço Social que atua na instituição. Os resultados apontam que a maioria destes idosos pertence à população na faixa etária dos setenta a noventa e sete anos de idade; a maior parte é do sexo feminino; procedem, quase que em sua totalidade, do próprio estado de Santa Catarina; há uma maior concentração de residentes em bairros da região continental do município de Florianópolis. Quanto à questão do domicílio, verificou-se que a maior parte são donos do próprio imóvel; quanto à infra-estrutura, consomem água da rede geral; todos têm fornecimento de energia elétrica, e há coleta de lixo próximo a suas residências; a maioria é aposentada, e todos percebem apenas um salário mínimo, não conseguindo suprir gastos com suas necessidades básicas; apresentam constituição familiar na modalidade de viúvos em sua maioria; a composição familiar é composta principalmente por filhos, netos e bisnetos; todos sofrem de alguma doença crônica; quanto à questão da escolarização, evidencia-se que quase a totalidade é analfabeta. Conclui-se que o somatório destes fatores ocasionou o afastamento dos idosos do grupo. Portanto, o assistente social deve complementar e assegurar a esse segmento populacional, seus direitos como cidadãos. Num cenário excludente em que governantes atribuem a uma crise global todos os males sociais e que remete à sociedade responsabilidades sociais cada vez maiores, resta aos idosos, muitas vezes, o conformismo daqueles que perderam as esperanças, desistiram de participar dos rumos de sua vida, ou abriram mão de seus direitos, acreditando na impossibilidade de mudar os rumos dessa história. Recuperar sua auto-estima e a confiança em um Estado de Direitos é tarefa pouco promissora, mas necessária para que direitos sejam preservados, e, com eles, a dignidade de todo cidadão
Description: TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio Econômico, Curso de Serviço Social.
URI: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/119283
Date: 2007


Files in this item

Files Size Format View
285812.pdf 2.239Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar