Monteiro Lobato: contista e editor

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Monteiro Lobato: contista e editor

Mostrar registro simples

dc.contributor Universidade Federal de Santa Catarina en
dc.contributor.advisor Santos, Alckmar Luiz dos en
dc.contributor.author Garcia, Juliana Cristina en
dc.date.accessioned 2013-12-05T23:49:31Z
dc.date.available 2013-12-05T23:49:31Z
dc.date.issued 2013 en
dc.identifier.other 319151 en
dc.identifier.uri https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/107328
dc.description Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Literatura, Florianópolis, 2013. en
dc.description.abstract Monteiro Lobato foi uma pessoa multifacetária. Trabalhou em diferentes áreas, sempre investindo na evolução intelectual do Brasil e dos brasileiros. Atuou como escritor, como editor, produtor de ferro e extrator de petróleo. Exerceu trabalhos sanitaristas e teve uma intensa convivência com caipiras enquanto fazendeiro. Esta dissertação tem como objetivo mostrar a evolução de Monteiro Lobato ao longo dos anos, enfatizando seu trabalho como editor e como escritor, focando a publicação de contos seus e de outros autores em que o caipira é o personagem principal, a fim de abrir possibilidades para uma futura investigação sobre as relações entre seu trabalho de editor e de escritor. Para isso, apresentaremos um levantamento das obras publicadas por ele enquanto editor e dono da Revista do Brasil e de mais três editoras e selecionaremos os livros Urupês, do próprio Lobato, Os caboclos, de Valdomiro Silveira, e Conversas ao pé do fogo, de Cornélio Pires, para apontar semelhanças e diferenças na descrição do caipira de São Paulo feita por cada um desses escritores. Com base na tese de Antonio Candido, Os parceiros do Rio Bonito, buscaremos indicar em quais aspectos o caipira da ficção se aproxima do verdadeiro caipira do interior de São Paulo. <br> en
dc.description.abstract Abstract : Monteiro Lobato was a multifaceted person. He worked in different areas, always investing in the intellectual evolution of Brazil and its people. He worked as a writer, an editor, an iron producer, and an oil extractor. He worked as a sanitarian and, as a farmer, had an intense interaction with hillbillies. This dissertation aims to show Monteiro Lobato's evolution over the years, emphasizing his work as an editor and writer, focusing on the publishing of his and other authors' short-stories in which the hillbilly is portrayed as the main character, with the purpose of opening possibilities for future research on the relation between Lobato's work as an editor and as a writer. For such, I present a survey of the books published by him as the owner and editor of Revista do Brasil and three other publishing houses, also I will take Lobato's Urupês, Valdomiro Silveira's Os caboclos, and Cornélio Pires's Conversas ao pé do fogo, to point out similarities and differences in their description of the São Paulo hillbillies. Based on Antonio Candido's thesis, Parceiros do Rio Bonito, I will indicate in which aspects these fiction portrayals of hillbillies approach the true São Paulo hillbillies. en
dc.format.extent 205 p.| il., grafs. en
dc.language.iso por en
dc.subject.classification Literatura brasileira en
dc.subject.classification Literatura en
dc.subject.classification Editores e edição en
dc.subject.classification Caipiras en
dc.title Monteiro Lobato: contista e editor en
dc.type Dissertação (Mestrado) en


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
319151.pdf 1.877Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar