Conhecimento dos pós-graduandos em odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina sobre células-tronco

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Conhecimento dos pós-graduandos em odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina sobre células-tronco

Mostrar registro completo

Título: Conhecimento dos pós-graduandos em odontologia da Universidade Federal de Santa Catarina sobre células-tronco
Autor: Trajano, Juliana Martins
Resumo: Novas perspectivas de estudo têm ocorrido com a descoberta das células-tronco (CT), por tratar-se de células reparadoras de órgãos e tecidos lesados. Várias terapias celulares têm sido estudadas na Medicina e, inclusive, na Odontologia. Futuramente, as CT isoladas dos tecidos dentais poderão ser utilizadas no tratamento de patologias até então consideradas como incuráveis. Sendo assim, os estudantes de Graduação, Pós-Graduação e os próprios Cirurgiões-Dentistas, necessitam de maior conhecimento sobre o assunto a fim de se preparar para as futuras práticas clínicas. O objetivo deste estudo foi investigar o conhecimento dos alunos de Pós-Graduação em Odontologia, no início do Mestrado e Doutorado 2012-2013, da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Florianópolis - SC, em relação ao assunto CT e suas aplicações, na área da Odontologia. Foi realizada uma entrevista através de um questionário contendo 11 questões abertas, com 38 pós-graduandos, sendo 21 do Doutorado e 17 do Mestrado. Os dados foram submetidos a uma análise quali-quantitativa e foram analisados pelo teste Qui-quadrado. Pôde-se observar que 58% dos entrevistados conceituaram as CT de forma parcialmente adequada. Apenas 5% deles souberam quais os tipos de CT. Quando questionados sobre os possíveis tecidos de obtenção de CT, apenas 4% não souberam responder e, dos que souberam, 42% lembraram espontaneamente de fonte vinculada à Odontologia. Oitenta e nove por cento afirmaram existir a possibilidade de obtenção de CT dos tecidos dentais. Setenta e quatro por cento dos entrevistados relataram conhecer pelo menos uma perspectiva da aplicabilidade clínica das CT no campo da Odontologia. A Universidade foi a principal fonte de aquisição de conhecimento (35%), seguida pelo conhecimento involuntário (31%) e pelo conhecimento voluntário (27%). Sessenta e oito por cento dos pós-graduandos avaliaram as informações repassadas sobre as CT como insatisfatórias. Apenas 3% afirmaram saber sanar dúvidas dos seus pacientes e/ou alunos. Setenta e seis por cento dos entrevistados garantiram que doariam CT para a realização de pesquisas ou para o tratamento de pacientes. Apenas 3% relataram estar preparados para empregar as CT na sua prática clínica diária. Quanto ao nível de dificuldade do questionário, 55% apontaram o grau médio de dificuldade. O teste Qui-quadrado indicou que não há diferença estatística significativa nas respostas da amostra avaliada. Conclui-se que os pós-graduandos estudados têm algum conhecimento sobre as CT. No entanto, este é superficial, visto terem maior dificuldade quando do aprofundamento do assunto.New perspectives of study have arisen with the discovery of stem cells (SC), since they are reparative cells of injured tissues and organs. Several cell therapies have been studied in Medicine and, even, in Dentistry. In the future, SC isolated from dental tissues may be used in the treatment of diseases currently considered incurable. Therefore, Undergraduate and Graduate students, as well as Dentists, need more knowledge on the subject in order to prepare themselves for future clinical practice. The aim of this study was to investigate Dental Graduate students' knowledge at the beginning of Master and PhD Programs at The Federal University of Santa Catarina regarding SC and their applications in the field of Dentistry. An interview was conducted using a questionnaire containing 11 open-ended questions, applied to 38 graduate students, of whom 21 were PhD students and 17 MSc students. Data were subjected to qualitative and quantitative analyses and analyzed by chi-square test. It was observed that 58% of respondents partially conceptualized SC. Only 5% of them knew which the correct types of SC are. When asked about the possible tissue sources of SC, only 4% did not answer the question, and those who knew, 42% spontaneously recalled sources linked to Dentistry. Eighty-nine percent affirmed there is a possibility of getting SC from dental tissues. Seventy-four percent of respondents reported knowing at least one perspective of clinical application of SC in the field of Dentistry. The University was the main source of knowledge acquisition (35%), followed by involuntary knowledge (31%) and voluntary knowledge (27%). Sixty-eight percent of the graduate students evaluated the information passed on regarding SC as unsatisfactory. Only 3% reported they could answer questions of their patients and / or students on this issue. Seventy-six percent of respondents ensured that would donate SC to conduct research or to treat patients. Only 3% reported being prepared to use SC in their daily clinical practice. Regarding the level of difficulty of the questionnaire, 55% indicated the average degree of difficulty. Chi-square test indicated that there was no statistically significant difference in the responses of the studied sample. It may be concluded that postgraduate students have some knowledge about SC. However, this is superficial, since they have greater difficulty to answer when deepening the issue.
Descrição: TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Odontologia.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/103633
Data: 2012


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
Juliana_Martins_Trajano.pdf 3.407Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar