Efeito do cobre e da deformação no efeito trip de um aço inoxidável austenítico AISI304, avaliado por diversos métodos de análise

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Efeito do cobre e da deformação no efeito trip de um aço inoxidável austenítico AISI304, avaliado por diversos métodos de análise

Mostrar registro completo

Título: Efeito do cobre e da deformação no efeito trip de um aço inoxidável austenítico AISI304, avaliado por diversos métodos de análise
Autor: Lischka, Fernanda Torrens
Resumo: A variação da fração volumétrica de martensita a' (fase ferromagnética) em função da deformação através da avaliação microestrutural, medidas magnéticas e propriedades mecânicas foi estudada em dois aços inoxidáveis austeníticos, 304H e 304N, sendo este último com maior teor de cobre em sua composição química. As microestruturas foram realizadas através de microscopia óptica, microscopia de varredura e transmissão. As medidas magnéticas foram realizadas por Magnetômetro de Amostra Vibrante (VSM) e Ferritoscópio. Através das medidas magnéticas, foi possível observar que, com o aumento da deformação, há o aumento na formação de martensita a', e que o efeito do cobre, estabilizador da austenita, influencia na porcentagem de martensita a'. Os resultados obtidos mostraram também que houve uma diferença crescente entre as medidas feitas com o VSM e com o Ferritoscópio para ambos os aços, com o aumento do grau de deformação. Esta diferença foi atribuída ao fato das medidas com Ferritoscópio se basearem na permeabilidade magnética, que é influenciada pela deformação. Para corrigir a diferença entre os dois métodos, foram obtidas equações de calibração para os dois aços. Em seguida, foram medidas cinco amostras (duas do aço 304N e três do aço 304H), com a porcentagem de martensita a' conhecida. Os resultados destas seis amostras indicaram uma calibração adequada, confirmando assim a aplicabilidade das equações.<br>Abstract : The variation of the volume fraction of martensite a '(ferromagnetic phase) as a function of deformation through microstructural evaluation, magnetic measurements and mechanical properties were studied in two austenitic stainless steel, 304 and 304-Cu, the latter with more copper in its composition chemistry. In this work, the microstructures were analyzed by optical microscopy, scanning electron microscopy and transmission. The magnetic measurements were performed in a vibrating sample magnetometer (VSM) and ferritoscope. Through the magnetic measurements, it was observed that, with increasing deformation, there is an increase in the formation of martensite a 'and that the effect of copper austenite stabilizer influences the percentage of martensite a'. The results also showed that there was an increasing difference between the results obtained made with the VSM and the ferritoscope for both steels, with increased degree of deformation. This difference was attributed to the fact that measures with ferritoscope are based on the magnetic permeability, which is influenced by the deformation. To correct the difference between the two methods calibration equations were obtained for the two steels. Then, five samples were measured (two of three stainless steel 304-Cu and 304) with known percentages of martensite a'. The results of these five samples indicated proper calibration, thus confirming the applicability of equations.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais, Florianópolis, 2013.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/103503
Data: 2013


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
316551.pdf 2.943Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar