Saúde no Brasil: evolução histórica, SUS e desafios futuros

DSpace Repository

A- A A+

Saúde no Brasil: evolução histórica, SUS e desafios futuros

Show full item record

Title: Saúde no Brasil: evolução histórica, SUS e desafios futuros
Author: Silva, João José Candido da
Abstract: Em certo período deste século, existiam somente entidades filantrópicas, ainda não se falava em hospitais públicos, pois as mesmas eram mantidas por contribuições e auxílio do governo. O único hospital existente era aquele que sempre contava com o trabalho de pessoas voluntárias. Com o passar dos tempos, surgiu a crise sócio-econômica e a sanitária, em decorrência do vultuoso crescimento econômico, alastrando as epidemias e as endemias no país. Foi neste período que foram criadas medidas, através das campanhas sanitárias, para que pudéssemos salvar a população, quanto a sua saúde. Mais adiante, deparou-se com a necessidade de criarem o Ministério da Saúde, para novos serviços na Saúde Pública. Com este acontecimento, foi dada oportunidade à população em ter melhores condições na área da saúde, com a criação do CAP's e mais tarde com a criação do IAP's. Houve a divisão no setor da saúde: de um lado a saúde pública e de outro a assistência médica, através da previdência social. Houve reivindicação para que houvesse a reforma sanitária, entretanto a saúde da população piorava. O surgimento dos convênios se deu com a insatisfação do atendimento médico, entretanto, as empresas contratavam essas empresas particulares que prestavam serviços médicos aos funcionários das empresas contratantes. A Política de Saúde no Brasil, juntamente com a Reforma do Sistema de Saúde, passou por várias transformações do SUDS até o período da criação do SUS, modelo hoje existente no Brasil. A crise da saúde se deu ao quadro deteriorado do financiamento acrescido do agravamento das questões sociais do país, trazendo doenças e epidemias, com isso, os seguros e planos de saúde, de ordem privada, se aproveitando da fragilidade, ganharam mercado, expandindo a mercantilização da saúde e desfigurando o serviço público. A ausência de mecanismos eficazes de regulação e ordenamento da oferta busca viabilizar o acesso e a melhor utilização dos serviços do SUS por parte dos usuários, nos níveis macro e micro organizacionais, contribui de forma decisiva para a persistência de problemas relacionados à baixa eficácia do sistema de saúde brasileiro. Avalia-se as reformas introduzidas no setor saúde, no que se refere a cobertura, financiamento, regionalização e gestão, têm contribuído para melhorar o acesso e ampliar a utilização dos serviços de saúde essenciais.
Description: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Administração.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102979
Date: 2005


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar