O programa científico de pesquisa da responsabilidade social empresarial: a ética e os mecanismos e processos que estimulam e orientam essa prática

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

O programa científico de pesquisa da responsabilidade social empresarial: a ética e os mecanismos e processos que estimulam e orientam essa prática

Mostrar registro completo

Título: O programa científico de pesquisa da responsabilidade social empresarial: a ética e os mecanismos e processos que estimulam e orientam essa prática
Autor: Cardoso, André Coimbra Felix
Resumo: Há uma expectativa da sociedade com relação ao papel da empresa, enquanto ator social excepcionalmente poderoso e influente, que deve não apenas não fazer algum mal a qualquer ser-vivo, e remediar se o fizer, mas deve fazer todo o bem possível à sociedade, colocando-se formalmente a serviço do bem comum. A esse comportamento, tem se dado o nome Responsabilidade Social Empresarial (RSE). Quanto às empresas que apresentam esse comportamento, embora vejamos os efeitos sensíveis, suas causas ainda são desconhecidas, assim como os meios e modos pelos quais são produzidos. Com a finalidade de entender a complexidade desse fenômeno, o presente estudo teve como objetivo principal investigar a relação da ética com os mecanismos e processos que estimulam e orientam essa prática para delinear um programa científico de pesquisa, sobre esse fenômeno, e testá-lo empiricamente na empresa Anjo Química do Brasil. Teve como objetivos intermediários caracterizar a visão compartilhada da RSE na referida empresa; identificar e caracterizar os mecanismos e processos que estimulam e orientam essa prática; identificar os mecanismos e processos predominantes na orientação dessa prática; e analisar a relação entre tais mecanismos e processos e a ética. Os procedimentos metodológicos utilizados permitem classificar a pesquisa como quali-quantitativa, isto é, um estudo de caso de natureza predominantemente qualitativa. Os dados foram coletados mediante quatro técnicas: questionários fechado e misto; entrevista pessoal e semi-estruturada; observação participante; e análise de arquivos. O processamento de dados foi feito pela combinação de diferentes técnicas qualitativas e quantitativas. Como resultado o presente estudo identifica, caracteriza e analisa oito mecanismos e processos que estimulam e orientam essa prática, quais sejam: a ética pessoal; valores éticos na cultura organizacional; liderança baseada em valores; clima organizacional ético; racionalidade predominante; ação social predominante; sistemas organizacionais de ética; e mecanismos institucionais de isomorfismo. Finalmente, o estudo conclui que a RSE pode se manifestar na prática organizacional, sob elementos de duas categorias de racionalidade, instrumental e substantiva, e duas categorias de ação social, estratégica e comunicativa. Na vertente instrumental e estratégica, denominada no presente trabalho de Estratégia Social Empresarial (ESE), as ações de responsabilidade social apresentam-se, de alguma forma, atendendo, dentre outros, aos objetivos da empresa de conquista, de ampliação do mercado, de maximização de resultados e de valorização da imagem corporativa. De outro modo, a RSE pode assumir elevado grau de racionalidade substantiva e comunicativa pela via do respeito aos códigos sociais vigentes, da religiosidade, da busca do entendimento pelo diálogo, da preservação ambiental e do compromisso com a qualidade de vida das pessoas, dentre outros valores nobres como solidariedade, justiça e não exploração das pessoas.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Administração.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102973
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
224486.pdf 1.068Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar