TOPs - Times de otimização de processos: um estudo comparativo

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

TOPs - Times de otimização de processos: um estudo comparativo

Mostrar registro completo

Título: TOPs - Times de otimização de processos: um estudo comparativo
Autor: Tomelin, Cleomar Alfeu
Resumo: O momento histórico atual está sendo marcado por grandes transformações. A globalização está acabando com as fronteiras nacionais. Os avanços da tecnologia são surpreendentes e, com a Internet, teve início a era da comunicação global, as distâncias estão desaparecendo e a produção de conhecimentos cresce de forma exponencial. Na década de 1980, aprendeu-se sobre a importância do trabalho em Time para o sucesso dos processos de melhoria, e nos anos seguintes muitas organizações do mundo inteiro validaram essa técnica. Percebeu-se que os Times tinham muito mais a oferecer do que apenas sua capacidade de análise e solução de problemas. Foi verificado como os TOPs atuam sobre as atividades que precisam ser realizadas e integradas entre si a fim de gerar valor ao cliente. Quais as situações em que o trabalho que é realizado pelo TOP exige uma maior quantidade de coordenação técnica para funcionar. Deu-se autoridade aos Times de Otimização de Processos (TOPs) para que tomassem decisões e gerenciassem os processos que deveriam ser otimizados. Com essa metodologia, o retorno sobre o ativo patrimonial aumentou da mesma forma que o moral da organização. A motivação para o trabalho dos TOPs, segundo alguns psicólogos, vem do desejo consciente de se obter algo, sendo, assim, o Time procura uma forma de resolver um problema, ou seja, realizar a otimização do processo. No passado, as organizações tentaram, por meio do modelo mecanicista fazer com que o trabalhador separasse a vida profissional da realidade. Nos TOPs, o trabalhador deve usar sua razão e emoção para gerenciar de forma mais efetiva a otimização de processos na organização. Após acompanharmos dezenas de TOPs, podemos informar que o conhecimento mais valorizado hoje em dia é o conhecimento que pode ser aplicado aos resultados para definir que novo conhecimento é necessário para a concretização de uma inovação sistemática (de melhoria). Podemos dizer que a metodologia dos TOPs consegue atingir esse conhecimento.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102953
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar