Diretrizes para um curso de empreendedorismo social para voluntários

DSpace Repository

A- A A+

Diretrizes para um curso de empreendedorismo social para voluntários

Show full item record

Title: Diretrizes para um curso de empreendedorismo social para voluntários
Author: Rachewsky, Dilma Liège
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo estruturar diretrizes para a elaboração de um curso de empreendedorismo social para voluntários, dentro da cultura empreendedora, utilizando a Metodologia dos 7 passos. A metodologia foi pesquisada, desenvolvida e aplicada por um grupo de pesquisadores da Escola de Novos Empreendedores - ENE, da Universidade Federal de Santa Catarina, sob a coordenação da Profª Drª Sônia M. Pereira e orientação do Prof. Dr. Fernando O. Gauthier, visando desenvolver habilidades empreendedoras em crianças e adolescentes do ensino fundamental. O sucesso e os resultados alcançados na Escola Básica Hilda Teodoro Vieira desencadearam novas ações, obtendo esta escola o primeiro lugar do Prêmio Escola Referência, além da indicação da UNESCO como uma das escolas de referência nacional. A intenção foi dar ênfase ao reconhecimento e aproveitamento de múltiplas inteligências empreendedoras no grupo de voluntários, aproveitando ao máximo as habilidades individuais em busca de um objetivo comum. Para justificar a necessidade cada vez maior de voluntários, e também para provocar a consciência de pertencimento de todos nós, num repensar da condição humana na atualidade, foram abordados aspectos da (in)sustentabilidade do homem e do planeta. E nesta luta pela sobrevivência, as diferenças se destacam, ora como convulsão, ora como solução. Uma das múltiplas soluções está em aumentar o número de empreendedores sociais. Porém, não se pode falar em empreendedorismo social sem abordar temas como criatividade, empreendedorismo, filantropia, responsabilidade social e voluntariado. Da mesma forma que as injustiças sociais estão aumentando, o número de voluntários também tem crescido. As questões eram: estariam sendo aproveitadas todas as habilidades dos voluntários, ou seja, 100% do seu potencial? Estariam os voluntários dispostos a se capacitarem? Buscando responder estas perguntas, foi utilizada a pesquisa exploratória, que teve uma abordagem quanti-qualitativa, incluindo um questionário. Pelo referido questionário, além de se ter respondidas as questões anteriores, verificou-se que o perfil do voluntário mudou: é mais jovem, com escolaridade maior, mais politizado. Em razão dos resultados apresentados, com as necessidades sendo comprovadas, obteve-se dados concretos para o embasamento das diretrizes para o curso. O objetivo foi fornecer ferramentas para um curso onde os coordenadores e os voluntários possam se reconhecer como transformadores sociais. Desta forma, o alcance do objetivo geral do trabalho foi pleno.
Description: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102763
Date: 2005


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar