Nos bastidores da festa: outras histórias, memórias e sociabilidades em um bairro operário de Blumenau (1940-1950)

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Nos bastidores da festa: outras histórias, memórias e sociabilidades em um bairro operário de Blumenau (1940-1950)

Mostrar registro completo

Título: Nos bastidores da festa: outras histórias, memórias e sociabilidades em um bairro operário de Blumenau (1940-1950)
Autor: Annuseck, Ellen
Resumo: Este trabalho tem por objetivo investigar o cotidiano dos operários da Empresa Industrial Garcia, em especial suas formas de lazer e sociabilidade em meio às estratégias de sobrevivências e condições de trabalho no período de 1940 a 1950 no contexto de sua inserção no processo de desenvolvimento da indústria têxtil regional. Num primeiro momento, parte-se do problema evidenciado no ano de 1950. Nesse período a cidade preparava-se para comemorar seu centenário de fundação em 02 de setembro de 1950. Esses festejos atuaram como um campo para a produção de uma imagem mais "brasileira" da cidade, logo após o período nacionalizador (1938-1945). Contudo, muitos personagens tornaram-se "anônimos" e muitas lembranças "esquecidas" nesse processo, em especial, os trabalhadores da cidade que apareciam nos discursos apenas quando se procurava destacar a capacidade e o "amor" ao trabalho que se idealizou na região. Enquanto isso, nesse mesmo ano de 1950, os operários tornaram evidentes as manipulações e contradições dessa imagem. Em fevereiro desse ano cinco indústrias diferentes tiveram seus trabalhos paralisados com greves, entre elas, a Empresa Industrial Garcia que ficou 27 dias, fechada ao trabalho. A greve abre os portões da fábrica e deixa que as experiências lá adquiridas fortifiquem o seu vínculo com as experiências e implicações desse trabalho além dos muros e do espaço de trabalho, apontando as dissonâncias dos discursos relacionados aos trabalhadores da cidade. Utilizou-se o bairro Garcia em Blumenau para investigar essas estratégias de vida dos operários da cidade, dando assim, mais densidade para a pesquisa, buscando identificar entre esses operários, suas próprias expectativas em relação ao trabalho, seus próprios espaços de convivência, trajetórias de vida, vínculos de solidariedade e sociabilidade, etc. Procurou-se, dessa forma, demonstrar a diversidade de histórias e experiências encontradas entre os trabalhadores da cidade e trazer para a historiografia local um trabalho sobre operários e movimento sociais.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102753
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
252103.pdf 6.131Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar