Influência da reconstrução do ângulo áxio-pulpar na resistência à fratura de molares restaurados com inlays cerâmica

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Influência da reconstrução do ângulo áxio-pulpar na resistência à fratura de molares restaurados com inlays cerâmica

Mostrar registro completo

Título: Influência da reconstrução do ângulo áxio-pulpar na resistência à fratura de molares restaurados com inlays cerâmica
Autor: Morelli, Elaine Auxiliadora Vilela Maia
Resumo: O presente estudo avaliou a influência da configuração cavitária (reconstruindo ou não o ângulo áxio-pulpar) na resistência à fratura de molares restaurados com inlays cerâmicas. Os resultados demonstraram que não houve diferença estatística na resistência à fratura entre os dentes com preparo MOD convencional (grupo 1 - 1,42kN) e dentes íntegros (grupo 6 - 1,68kN). Os grupos 2 (1,20kN), 3 (1,08kN), 4 (1,01kN) e 5 (1,21kN) apresentaram menor resistência à fratura. Contudo, não apresentaram diferenças estatisticamente significantes entre si. Os resultados sugeriram que o fator mais importante na resistência à fratura foi o volume de estrutura dental remanescente. Ao final do ensaio mecânico, as fraturas mais freqüentes para os grupos 1, 2, 3 e 4 eram os tipos III e IV, ao passo que, no grupo 5, as fraturas severas (tipo V) foram mais predominantes
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Odontologia
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102747
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar