Estudo dos desconfortos corporais da postura em pé em trabalhadores lojistas

DSpace Repository

A- A A+

Estudo dos desconfortos corporais da postura em pé em trabalhadores lojistas

Show full item record

Title: Estudo dos desconfortos corporais da postura em pé em trabalhadores lojistas
Author: Dall'Asta, Laís Cesar
Abstract: O objetivo desta pesquisa foi realizar um estudo com lojistas que trabalham em pé, buscando identificar os desconfortos corporais destes trabalhadores, correlacionar à posição em pé estática e as atividades realizadas com as disfunções corporais, bem como recomendar medidas preventivas sob o enfoque ergonômico, como forma de obter melhorias nas condições físicas de trabalho. Para atingir este objetivo fez-se necessária pesquisa do referencial teórico sobre posturas no trabalho, fisiologia do trabalho estático e dinâmico e numa segunda etapa avaliação junto aos trabalhadores, entrevistas e observações da situação real de trabalho. Este estudo contou com a participação de 30 voluntários (vendedores lojistas), com idade compreendida entre 21 a 45 anos, tanto do sexo masculino como do feminino, da cidade de Florianópolis-SC. Os dados foram coletados por meio de entrevistas, da aplicação de um questionário e de uma escala, associado a um diagrama corporal, para identificar a ocorrência de desconfortos corporais decorrentes do trabalho em pé estático por período prolongado. As principais queixas de dores e/ou desconfortos, manifestadas pelos vendedores foram nas seguintes regiões corporais: 80% nos tornozelos e pés, 53% na coluna lombar, 50% na cabeça, 47% nos joelhos, 33% na coluna torácica, 23% no pescoço e 20% nos ombros. Os resultados também apontaram que 73% da amostra apresentavam varizes, 66% inchaço nas pernas, 62% câimbras musculares e 96% cansaço nas pernas. Notadamente, o esforço exigido pela manutenção prolongada da postura em pé, sobrecarrega os membros inferiores, a musculatura, os vasos sangüíneos e o metabolismo local, gerando fadiga e desencadeando uma série de desconfortos para outras regiões corporais, principalmente, a coluna lombar. Estes resultados estabelecem grande relação a estudos anteriores os quais indicam que a carga física de trabalho necessária para o desenvolvimento desta atividade poderia classificar a profissão do vendedor como sendo de risco a propensão de sintomas músculo esqueléticos, vasculares e desconfortos corporais em geral.
Description: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102719
Date: 2005


Files in this item

Files Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Browse

My Account

Statistics

Compartilhar