Morfodinâmica do trecho praial entre Morro dos Conventos - Balneário Gaivota, SC

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Morfodinâmica do trecho praial entre Morro dos Conventos - Balneário Gaivota, SC

Mostrar registro completo

Título: Morfodinâmica do trecho praial entre Morro dos Conventos - Balneário Gaivota, SC
Autor: Machado, Cleber
Resumo: São apresentados resultados do estudo morfodinâmico e granulométrico do trecho praial de 30km de comprimento no litoral sul de Santa Catarina, localizado entre as praias de Morro dos Conventos, ao norte, e Balneário Gaivota, ao sul. Foram monitorados 5 perfis praiais durante 12 meses consecutivos no período de 09/08/03 a 10/07/04, analisando-se a morfologia e granulometria das praias, complementado pela obtenção de dados costeiros. As praias apresentaram o estágio morfodinâmico dissipativo, com variação média no volume subaéreo de 53,58 m3/m, acréscimo de carga sedimentar de 3,53 m3/m, largura média de 70m e aumento da largura em torno de 9m. O valor médio de altura de onda foi de 1,45m, período de onda de 9,75s, velocidade de corrente litorânea de 0,10 m/s com sentido predominante para norte. As 260 amostras de sedimentos dos perfis praiais revelaram os seguintes valores médios: média de 2,17 phi (areia fina); mediana de 2,14 phi (areia fina), desvio padrão de 0,37 phi (bem selecionado); com 232 amostras (89%) na classe areia fina e 38 amostras (11%) na classe areia média e 254 amostras (98%) aproximadamente simétricas e 6 amostras (2%) com assimetria negativa. A duna frontal apresentou valor médio da média de 2,27 phi (areia fina), com 62 amostras (95,5%) na classe areia fina e 3 amostras (4,5%) na classe areia média. O pós-praia apresentou valor médio da média de 2,18 phi, com 61 amostras (94%) na classe areia fina e 4 amostras (6%) na classe areia média. O estirâncio superior apresentou valor médio de 2,08 phi, com 52 amostras (80,5%) na classe areia fina e 13 amostras (19,5%) na classe areia média. O estirâncio inferior apresentou valor médio de 2,06 phi, com 51 amostras (79%) na classe areia fina e 14 amostras (21%) na classe areia média. As variações morfológicas e granulométricas sofreram alterações mais significantes frente aos fenômenos climáticos de alta energia, capazes de movimentar com mais facilidade os grãos médios e depositá-los na face praial e com auxílio de ventos mais fortes, depositá-los no pós-praia e duna frontal. Foi detectado uma média de 25 sangradouros ao longo das praias de Morro dos Conventos, Balneário Arroio do Silva, Caçamba, Lagoinha e Balneário Gaivota, com substancial acrescivo no período de maior precipitação pluviométrica. As praias apresentam semelhanças morfológicas e granulométricas quando correlacionadas com as praias do litoral norte do Estado do Rio Grande do Sul, cuja semelhança se deve principalmente as mesmas condições climáticas, hodrodinâmicas, geológicas e área fonte sedimentar.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102715
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
222656.pdf 23.05Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar