A cognição situada na análise das atividades do professor do ensino superior

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A cognição situada na análise das atividades do professor do ensino superior

Mostrar registro completo

Título: A cognição situada na análise das atividades do professor do ensino superior
Autor: Iacono, Sociarai Peruzo
Resumo: Este trabalho mostrou as contribuições do fenômeno da Cognição Situada para a Análise das Atividades, objetivando um melhor entendimento das características cognitivas de trabalho. Optou-se pelo trabalho de professores do Ensino Superior, por ser esta uma profissão que possui uma atividade predominantemente cognitiva. Os objetivos do trabalho foram descrever as atividades cognitivas do professor do ensino superior e verificar a importância do fenômeno da Cognição Situada para estas atividades; verificar aspectos do fenômeno da Cognição Situada que possam contribuir para a construção de um modelo de análise da atividade do professor e correlacionar os dados encontrados com o referencial teórico para verificar quais as contribuições da Cognição Situada. Sendo esta uma pesquisa qualitativa, a coleta dos dados será realizada por meio de observação aberta e observação sistemática, incluindo realização de entrevistas semi-estruturadas, filmagens, gravações, fotografias, registros da atividade, aplicação de questionários, autoconfrontação e análise documental. Para a realização do estudo foi construído um modelo de análise, adaptado de Biazus (2000), incluindo as informações referentes ao fenômeno da Cognição Situada. As considerações finais do trabalho nos remetem ao entendimento de que é fundamental, dentro de uma Análise Ergonômica do Trabalho, uma análise detalhada das características cognitivas do trabalho. O fenômeno da Cognição Situada, por meio da inclusão de novos conceitos à análise das características cognitivas do trabalho do indivíduo na Análise Ergonômica do Trabalho, auxiliou na compreensão da atividade dos professores analisados, mostrando como funcionam as estratégias dos professores para lidar com as dificuldades da sua atividade de trabalho, principalmente em relação à interação com os alunos, verificado como principal fator interveniente na atividade do professor. Concluiu-se ainda, com a presente pesquisa, que ao realizarmos uma Análise Ergonômica do Trabalho, o(s) indivíduo(s) devem ser analisado(s) em seu contexto, de forma indissociável. Sendo assim, ao incluírem-se os elementos do fenômeno Cognição Situada a esta análise, busca-se esmiuçar ainda mais os aspectos cognitivos interferentes e/ou limitantes do indivíduo no trabalho.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102687
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
222394.pdf 2.395Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar