A dupla face trovadoresca de Chico Buarque: o eu feminino e a representação da mulher

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A dupla face trovadoresca de Chico Buarque: o eu feminino e a representação da mulher

Mostrar registro completo

Título: A dupla face trovadoresca de Chico Buarque: o eu feminino e a representação da mulher
Autor: Szatkovski, Inês Valéria
Resumo: O trabalho enfoca parte do cancioneiro de Chico Buarque, poeta e compositor brasileiro. Busca-se, em sua poética, o desenho de uma dupla face trovadoresca, marcado pela voz feminina (eu poético) e pela representação da mulher (a construção de figuras femininas) por um eu masculino sob a temática do amor expressa nas relações amorosas. O material poético objeto da primeira leitura destaca o narrador lírico feminino e da segunda, a representação da mulher por um sujeito lírico masculino. Complementam-se, as duas leituras, com as leituras intertextuais centradas nos ecos e reverberações de traços estruturais e temáticos das cantigas de amor, além dos formais das cantigas de amigo do cancioneiro medieval português. A diretriz metodológica apóia-se em estudos do cancioneiro de Chico Buarque que consideram a letra da canção como um poema capaz de textualidade própria, passível de leitura independente da linha melódica, e em estudos teóricos que legitimam a partição de letra e música, quando consideram a letra como poesia. Grande parte dessa obra lírica comprova a presença fundamental de sentimentos mais freqüentemente interligados às dores do amor expressas em várias figuras do discurso amoroso da ausência, conforme foi demonstrado no decorrer das leituras. Encontram-se, em sua poética, detalhes, fragmentos da história de um relacionamento amoroso que se rompe. Só há uma história a ser contada, o desencontro amoroso, em suas pequenas variações, e reescrita por dois sujeitos líricos, o feminino e o masculino. This work focuses part of the ballad of Chico Buarque, poet and Brazilian composer. It searches, in its poetic, a drawing of a double face of his ballad, marked by feminine voice (self poetic) and representation of woman (the construction of feminine figures) to self masculine under the thematic of love expressed on loving relationship. The poetic material, object of first reading, detaches the lyric feminine narrator and, on second reading, representation of woman by a lyric masculine subject. Two readings are complemented with intertwine reading focused on echoes and reverberations of structural and thematic traces of songs of love, beyond the formal of songs of friends of medieval Portuguese folksinger. The methodological line is based on studies of ballad of Chico Buarque, which consider the composition of song as poem capable of own textual form, liable of independent reading of the melodic line, and theoretic studies that legitimize the participation of composition and music, when they consider composition as poesy. Great part of this lyric work confirms the fundamental presence of feelings more frequently intertwine on pain of love expressed in a lot of figures of love discourse of absence, as it was demonstrated on studies. In his poesies, they find details, fragments of history of loving relationship that breaks-up. It only has a history to be said: the dismiss love, in its small variations, and rewritten by two subjects, feminine and masculine.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-Graduação em Literatura.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102684
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
227257.pdf 1.038Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar