Extração de corantes de urucum por processos adsortivos utilizando argilas comerciais e colloidal gas aphrons

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Extração de corantes de urucum por processos adsortivos utilizando argilas comerciais e colloidal gas aphrons

Mostrar registro completo

Título: Extração de corantes de urucum por processos adsortivos utilizando argilas comerciais e colloidal gas aphrons
Autor: Alves, Ricardo Wissmann
Resumo: A utilização de produtos naturais em substituição aos sintéticos na indústria alimentícia, em especial os corantes, é uma tendência mundial demonstrada pelo mercado globalizado e pelas restrições impostas pela Organização Mundial de Saúde. O urucum é um dos principais corantes naturais para alimentos utilizado mundialmente e seu principal pigmento é o carotenóide bixina, que representa mais de 80% dos carotenóides totais contidos na semente. A norbixina é um ácido dicarboxílico derivado da hidrólise da bixina. O objetivo deste trabalho foi o estudo de processos adsortivos utilizando argilas comerciais e colloidal gas aphrons (CGAs) para obtenção de um produto com concentração elevada de bixina (utilizando argilas comerciais) ou norbixina (por colloidal gas aphrons), a partir da extração de pigmentos das sementes de urucum. O processo utilizando argilas comerciais foi realizado por ensaios de adsorção da bixina nas mesmas a partir de soluções brutas de extração dos pigmentos com acetato de etila e clorofórmio e posterior dessorção utilizando acetona. Outro processo estudado utilizando colloidal gas aphrons, que são microbolhas encapsuladas por camadas de surfactante, foi realizado utilizando um surfactante catiônico e um aniônico. Para este processo, partiu-se de uma solução bruta de extração dos pigmentos das sementes com KOH 0,5% e as CGAs geradas serviram como material adsorvente para a norbixina presente na solução bruta. Pelos resultados obtidos, a adsorção da bixina utilizando argilas comerciais mostrou-se eficiente, porém sua dessorção foi baixa. O processo utilizando CGAs geradas por um surfactante catiônico (CTAB) mostrou-se um processo viável, com boa recuperação da norbixina, sendo a máxima de 94%.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química.
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102615
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
211887.pdf 1.245Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar