Refino da terebintina sulfatada desodorizada por destilação e sua utilização na síntese do a-terpineol

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Refino da terebintina sulfatada desodorizada por destilação e sua utilização na síntese do a-terpineol

Mostrar registro completo

Título: Refino da terebintina sulfatada desodorizada por destilação e sua utilização na síntese do a-terpineol
Autor: Santos, Marlene Guevara dos
Resumo: A terebintina sulfatada é um subproduto do processo Kraft gerado pela indústria de papel, composto de terpenos e terpenóides de grande importância industrial, pois seus principais componentes, o a-pineno e o b-pineno, são materiais de partida para a síntese de uma enorme gama de terpenóides componentes de produtos de higiene, cosméticos, farmacêuticos, alimentícios, entre outros. No Brasil esta não é utilizada com estes fins devido a apresentar compostos de enxofre inerentes ao processamento Kraft da madeira de pinus que causam uma coloração escura e odor forte. Neste trabalho apresentam-se os resultados da destilação da terebintina sulfatada desodorizada, e a sua utilização na síntese de a-terpineol.Determinou-se que a destilação da terebintina sulfatada desodorizada é um processo eficaz de refino, sendo que o a-pineno e o b-pineno são obtidos no destilado e as substâncias contaminantes permanecem no produto de fundo da destilação. A hidratação do produto destilado utilizando o ácido sulfúrico como catalisador em meio de excesso de acetona produziu uma série de terpenos, sendo o principal, o a-terpineol, com uma seletividade máxima de 70%. A conversão alcançada para os pinenos foi superior a 99% no tempo de 4 horas de reação e temperatura do meio reacional de 85ºC. O produto assim obtido apresentou excelente pureza, tendo potencialidade para ser utilizado no mercado de intermediários para a síntese química, além de usos diretos como produtos de limpeza entre outros. Com este trabalho procurou-se demonstrar a possibilidade de sínteses realizadas com a terebintina sulfatada no Brasil, demonstrando que a purificação pode ser feita com tecnologia simples e acessível, incentivando o desenvolvimento de tecnologia adequada à sua utilização.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Curso de Pós-Graduação em Engenharia Química
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102501
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
214174.pdf 1.677Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar