Poloneses da Colônia São Bento (1870-1930)

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Poloneses da Colônia São Bento (1870-1930)

Mostrar registro completo

Título: Poloneses da Colônia São Bento (1870-1930)
Autor: Benthien, Muriélle Silveira Boeira
Resumo: A dissertação apresenta um estudo realizado sobre a Colônia São Bento, no período que abrange desde sua fundação em 1873, a meados da década de 1930. A pesquisa foi efetivada principalmente através de fontes paroquiais. Localizado no norte catarinense, o atual município de São Bento do SUL/SC tinha sido criado no século XIX como uma colônia de extensão da sede Dona Francisca. Quando iniciou-se a medição das terras em São Bento, já havia na localidade algumas famílias de brasileiros estabelecidas com carta de posse cedida pelo governo do Paraná. Além deles, São Bento foi ocupada por imigrantes teuto-poloneses e boêmios em sua maioria, todos católicos. A convivência deu-se portanto entre três grupos principais: indígenas (já em minoria), brasileiros (chamados de "caboclos") e europeus recém-chegados no núcleo. As póvoas polonesas foram constituídas pela abertura de novas linhas, como Rio Vermelho Povoado e Rio Natal. Além dos dados paroquiais e oficiais, a análise foi possível através de entrevistas (História Oral) com descendentes, bem como da utilização de materiais disponibilizados de acervos particulares. Essa torna-se uma relevante contribuição aos estudos imigratórios em Santa Catarina, porque há uma escassa produção bibliográfica que envolvem grupos de poloneses e descendentes. This dissertation presents a study made on São Bento Colony, from the period from its foundation in 1873, through middle of 1930's decade. The research was carried out mainly over parish sources. Located on North Santa Catarina, the present district of São Bento do Sul had been created in the XIX Century as an extension Colony of Dona Francisca headquarter. Whe the land measurement began in São Bento, there was already on the premises a few Brazilian families established with the property rights letter granted by the Government of Paraná. Beside them, São Bento had been occupied mostly by Teuto-Polonaise and bohemians, all Catholics. The cohabitation of these families came to be between three major groups: Indians (already as a minority group), Brazilians (called as "caboclos" - mixed blood), and Europeans recently arrived at the core. The Polonaise community was constituted by the opening of new lines, like the Rio Vermelho village and Rio Natal. Beside the parish's data and official records, the analysis came possible through interviews (Oral History) with descendants, as the proper use the materials available in private collections. Therefore, this becomes a relevant contribution in immigration studies in Santa Catarina, over the small bibliographic production envolving Polonaise groups and its descendants.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102420
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
223890.pdf 14.12Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar