Comparação de métodos para extração de DNA de produtos derivados de soja

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Comparação de métodos para extração de DNA de produtos derivados de soja

Mostrar registro completo

Título: Comparação de métodos para extração de DNA de produtos derivados de soja
Autor: Valente, Luciana Lehmkuhl
Resumo: Devido à introdução no mercado de grãos e produtos derivados de soja geneticamente modificada (GM) a habilidade em detectar estes produtos passou a ser uma necessidade legal. Atualmente, a detecção destes organismos GM está baseada na presença de DNA através da reação em cadeia da polimerase (PCR). Diversos fatores influenciam para o desempenho desta reação, destacando a qualidade do DNA extraído. Neste estudo, foi avaliada a extração de DNA de grãos e produtos de soja, através de diferentes métodos de extração derivados do método CTAB. Os produtos analisados foram grãos, farinha, extrato, mistura infantil contendo isolado proteico e bebida à base de soja. A escolha de dois protocolos denominados de C e D permitiram a extração das amostras para verificar o rendimento e a qualidade do DNA pela leitura da densidade ótica a 260 nm, visualização de bandas em gel de agarose e através da PCR, com iniciadores que amplificam o fragmento de 164pb da lectina de soja confirmando a qualidade da extração. Foram extraídas de 8 a 26 amostras de cada produto (grãos e derivados de soja) com os protocolos C e D. Com o protocolo D, obteve-se maior rendimento e melhor razão de DO 260/280. Com o protocolo C, não foi possível medir a razão de DO para DNA extraído de fórmula infantil e bebida de soja. Embora baixas concentrações de DNA tenham sido obtidas pelo protocolo C, obteve-se banda intensa do fragmento de 164 pb após amplificação com iniciadores LEC1/LEC2. Deste modo, o protocolo C foi escolhido pois evita o uso de fenol, um reativo tóxico. Amostras de extrato e bebida à base de soja foram utilizadas em um experimento piloto para a realização da detecção específica de soja Roundup Ready. Após a Nested PCR, produtos da amplificação de 169pb foram observados para 9 das 12 amostras de extrato de soja. Para amostras da bebida de soja, problemas de contaminação ocorreram com os controles negativos; gerando amostras com resultados falso-positivo; impossibilitando a confirmação da presença de resíduos de soja RR.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Agrárias. Programa de Pós-graduação em Ciência dos Alimentos
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102353
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar