Autenticação contínua pela dinâmica da digitação usando máquinas de comitê

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Autenticação contínua pela dinâmica da digitação usando máquinas de comitê

Mostrar registro completo

Título: Autenticação contínua pela dinâmica da digitação usando máquinas de comitê
Autor: Silva Filho, Sérgio Roberto de Lima e
Resumo: O uso de sistemas automatizados simplifica a vida das pessoas, no entanto a dependência destes sistemas gera informações críticas armazenadas nos computadores tornando-os possíveis alvos de ataques. Para proteger o acesso a estas informações existem mecanismos de autenticação. Atualmente a maioria destes mecanismos autentica o usuário apenas na entrada do sistema, sendo que o usuário pode deixar o computador sem sair da sessão ou bloquear seu acesso, possibilitando a um intruso acessar os recursos disponíveis. Isto mostra a insuficiência dos mecanismos de autenticação realizados apenas na entrada do sistema. O objetivo deste trabalho é apresentar uma metodologia de baixo custo e não intrusiva que possibilite a autenticação contínua do usuário enquanto este está utilizando o teclado de um computador. A autenticação é realizada através do reconhecimento do padrão de digitação do usuário, que é uma característica biométrica comportamental. Neste trabalho foram abordadas duas metodologias para solução deste problema de reconhecimento de padrões, ambas utilizando Redes Neurais Artificiais (RNAs). Na primeira abordagem, uma única RNA é utilizada para representar o modelo de cada usuário e classificar dados apostos ao sistema biométrico, já na segunda abordagem é utilizado o conceito de máquinas de comitê, onde um conjunto de RNAs combinadas formam o modelo do usuário. Cada uma destas RNAs possui a capacidade de resolver uma tarefa simples, mas ao serem combinadas possibilitam a solução de uma tarefa complexa. Experimentos realizados para testar as abordagens propostas mostram que a utilização da primeira abordagem não possibilitou a classificação dos usuários testados neste trabalho, no entanto na segunda abordagem, os resultados mostram que, utilizando como informação alvo um texto fixo e limiares diferentes para cada usuário, o sistema apresentou taxa de falsa aceitação (FAR) de 0,15% e taxa de falsa rejeição (FRR) de 0%.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102206
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
222831.pdf 733.6Kb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar