A visão masculina das relações de poder no casal heterossexual como subsídio para a educação em saúde na prevenção de DST/AIDS

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

A visão masculina das relações de poder no casal heterossexual como subsídio para a educação em saúde na prevenção de DST/AIDS

Mostrar registro completo

Título: A visão masculina das relações de poder no casal heterossexual como subsídio para a educação em saúde na prevenção de DST/AIDS
Autor: Madureira, Valeria Silvana Faganello
Resumo: Trata-se de um estudo desenvolvido com o objetivo de compreender as relações de poder no casal heterossexual a partir da perspectiva do homem, bem como suas vinculações com a prevenção de aids. Para tanto, dez homens de orientação heterossexual que vivem relações afetivo-sexuais duradouras - legalmente formalizadas ou não -, em co-habitação com a companheira e que têm pelo menos o nível fundamental de instrução participaram. As proposições de Foucault sobre relações de poder e constituição da subjetividade formaram as bases teórico-filosóficas que deram sustentação a este estudo qualitativo, que tomou a Pesquisa Convergente-Assistencial - PCA - como referencial metodológico. Os dados foram coletados através de discussões de grupo desenvolvidas no decorrer de seis encontros, nos quais foram abordadas diversas temáticas relacionadas com sexualidade e DST/aids. Os encontros de grupo integraram uma iniciativa de educação em saúde que propiciou a convergência entre a pesquisa e a assistência preconizada pela PCA. Além destes encontros, os dados foram coletados em duas entrevistas individuais realizadas com cada um dos homens, cuja guia incluía temas relativos ao viver em casal e à vida afetivo-sexual do homem e do casal. A análise dos dados foi feita de acordo com o Discurso do Sujeito Coletivo - DSC - o que propiciou a organização de discursos a partir de grandes temáticas emergentes das discussões de grupo e dos relatos individuais, as quais mantinham estreita ligação com a questão norteadora e com os objetivos do estudo. Estas temáticas incluem o que é ser homem, a vida afetivo-sexual do casal e o uso do preservativo e, em cada uma delas, foram organizados DSC em torno de idéias centrais diferentes, os quais complementaram uns aos outros. A discussão dos DSC relativos a estas temáticas possibilitou uma melhor compreensão da problemática em estudo e evidenciou a existência de diferentes dinâmicas de circulação do poder nas relações de casal, as quais têm implicações diretas no trabalho de educação em saúde para prevenção de DST/aids. A compreensão destas dinâmicas subsidiou a proposição de um referencial teórico para utilização na educação em saúde - foco do cuidado de enfermagem - voltada para a prevenção de DST/aids. Neste referencial articulam-se os conceitos de promoção da saúde, educação em saúde, diálogo, casal heterossexual, saúde e cuidado de si, perpassados pelas relações de poder que se disseminam pelo corpo social.
Descrição: Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Enfermagem
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102064
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização
211800.pdf 1.019Mb PDF Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar