O público e o privado na configuração do espaço urbano em Balneário Camboriú

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

O público e o privado na configuração do espaço urbano em Balneário Camboriú

Mostrar registro completo

Título: O público e o privado na configuração do espaço urbano em Balneário Camboriú
Autor: Castro, Milusa
Resumo: Este trabalho deriva da curiosidade em conhecer os processos que desencadearam o incessante crescimento urbano desde a década de setenta, em Balneário Camboriú. Trata-se de um município urbano localizado no litoral norte de Santa Catarina, conhecido nacionalmente pela Praia de Camboriú, um dos pólos turísticos do sul do Brasil. Através de reflexões teóricas, de coleta de informações históricas e de entrevistas feitas aos principais personagens que compõem o cenário desta pesquisa formou-se o escopo deste trabalho. Com a periodização do tempo trabalhou-se a formação sócio-espacial como uma categoria relevante para a apreensão da configuração urbana de Balneário Camboriú. Assim tratou-se o público e o privado, o primeiro representado pelas esferas municipal, estadual e federal e o segundo pelos principais setores que movimentam a economia do município: o turismo, a construção civil e o comércio. A configuração urbana, arriscamos dizer que numa escala micro esta segue o modelo da cidade do Rio de Janeiro relatado por Maurício de A. Abreu (p.17, 1987): "O modelo do Rio tende a ser o de uma metrópole de núcleo hipertrofiado, concentrador da maioria da renda e dos recursos urbanísticos disponíveis, cercado por estratos urbanos periféricos cada vez mais carentes de serviços e de infra-estrutura à medida que se afastam do núcleo, [...]". Entretanto, sendo um município pequeno as recentes administrações municipais estão levando infra-estrutura e serviços para os bairros mais periféricos. A formação do espaço urbano de Balneário Camboriú através de várias décadas contou com a intervenção dos atores que compõem o público e o privado. Através de uma política de parcerias do público com o privado, resultou também numa espontânea parceria da comunidade tratando de melhorar seus bens imóveis e conservar os bens públicos. Com a inclusão cada vez maior de parcerias entre o público e o privado houve melhorias significantes no município, porém é notório saber que a participação da comunidade é imprescindível no controle e observância do cumprimento das leis.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-graduação em Geografia
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102005
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar