Antilirismo e fala falante: um olhar Merleau-Pontyano sobre a metapoesia de João Cabral

Repositório institucional da UFSC

A- A A+

Antilirismo e fala falante: um olhar Merleau-Pontyano sobre a metapoesia de João Cabral

Mostrar registro completo

Título: Antilirismo e fala falante: um olhar Merleau-Pontyano sobre a metapoesia de João Cabral
Autor: Santos, Abraão Júnior Cabral e
Resumo: Nesse trabalho, apresentamos uma possibilidade de leitura do fenômeno literário, baseada na conjunção entre a reflexão literária de Maurice Merleau-Ponty e a metapoesia de João Cabral de Melo Neto, visto ambos concederem um relevado destaque aos aspectos contingentes da experiência expressiva com a palavra, reconhecendo, portanto, para essa mesma experiência, e a despeito das formas de reflexão e poetar ditas sagradas ou absolutas, uma valorização incomum da ordem artesanal e sempre inacabada do fazer. Essa atitude, que reconhecemos tanto no poeta quanto no filósofo - pautada, ainda, pela não adesão seja às teses consagradas por uma certa tradição, seja àquelas oriundas das próprias críticas dirigidas às formas de reflexão e de composição por eles mesmos instauradas - está, no texto, mediada por uma proporcionalidade não só conceitual mas também plástica, gráfica e visualmente estabelecida, por entre as teses apresentadas, a partir da apropriação de alguns princípios norteadores da pintura neoplástica de Piet Mondrian - uma das afinidades eletivas do percurso antilírico de João Cabral.
Descrição: Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão. Programa de Pós-graduação em Literatura
URI: http://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/101981
Data: 2005


Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro completo

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta

Estatística

Compartilhar